Início Política

Impasse sobre empresa pode ‘juntar’ Ricardo e Cartaxo

Em meio a constantes trocas de farpas com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), o governador Ricardo Coutinho (PSB), anunciou que vai convidar o chefe do Executivo da Capital, Luciano Cartaxo (PSD), para uma reunião que deve tratar sobre um impasse na instalação de um grupo empresarial na cidade.

“Estou encaminhando para o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, um ofício para que ele possa estar presente na reunião. Eu não consigo compreender como um grupo empresarial tem uma licença para se instalar e pouco tempo depois essa licença é cassada”, disse Ricardo Coutinho.

Segundo Ricardo, a chegada do grupo empresarial ao estado reflete na geração de 500 empregos e uma receita de R$ 120 milhões para a Paraíba. O socialista informou que há um entrave na Prefeitura de João Pessoa, impossibilitando a instalação do grupo.

“O entrave não está no Estado, mas sim na prefeitura. Espero que com essa reunião, sejam resolvidas as questões dessas licenças para resolver esse problema e o grupo consiga se estabelecer na Paraíba, gerando mais de 500 empregos e 120 milhões de reais investidos aqui na Paraíba”, afirmou.

Farpas

Sobre as recentes declarações de Cartaxo sobre a segurança pública do Estado, feitas durante visita ao Sertão da Paraíba, o governador Ricardo Coutinho disse que o prefeito da capital não conhece a situação do estado.

“Ele desconhece. Desconhecer a situação do Estado é um perigo, porque chega ao poder executivo, como na prefeitura e paralisa, por falta de ações e políticas públicas. Então, esse pessoal que faz uma crítica como essa demonstra que não tem conhecimento nenhum da causa. Se você pegar um balanço de 2000 a 2017, vocês vão ver quando houve aumento da violência, e os responsáveis pela situação estão lá juntos com ele”, disse.

Do outro lado, o prefeito Luciano Cartaxo criticou a política de segurança do governador Ricardo Coutinho e não falou, pelo menos nesta segunda-feira (11), sobre o possível encontro com o socialista. “Percebemos que houve uma involução muito grande em relação aos dados da segurança na Paraíba, é preciso enfrentar isso com planejamento”.

Passado

Aliados nas eleições de 2014, Luciano e Ricardo se uniram durante a candidatura à reeleição do governador naquele ano e os dois apoiaram a então presidente Dilma Rousseff, também reeleita no mesmo período, mas afastada pouco tempo depois em um impeachment.

O rompimento de Cartaxo e Ricardo se deu cerca de um ano depois das eleições, quando o prefeito de João Pessoa deixou o PT, um dos partidos alvo das denúncias de corrupção no país, e mudou para o PSD, partido que integra a base de oposição a Ricardo na Paraíba e é presidido pelo deputado federal Rômulo Gouveia.

Comentários

  • antonio fernando da silva disse:

    a possivel união de ricardo com luciano pode ser mais uma manobra para nao deixar tão arranhada a imagem deste grande governador.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.