Moeda: Clima: Marés:

Inatividade física é prejudicial à saúde de idosos

Especialistas do Unipê explicam sobre o tema
Mature woman with headache at home

Hoje o sedentarismo e o impacto nas funcionalidades de pessoas idosas têm sido temas ainda mais recorrentes para os profissionais de saúde. Contudo, o advento da pandemia tornou essa preocupação uma constante por conta da limitação de mobilidade e de espaço que os idosos, que compõem um dos principais grupos de risco, frequentavam. Mas quais são os problemas da inatividade física provocada pela pandemia?

O Prof. Me. Clizaldo Luiz Maroja Di Pace França, de Educação Física do Unipê, explica que quando o ser humano envelhece há uma redução da capacidade aeróbica, da força e da massa muscular. E com isso vem a dificuldade no exercício de atividades da vida cotidiana, como a doméstica. Ou seja, um distanciamento de meses dos benefícios que a prática regular de atividades físicas pode trazer aos idosos.

“Não praticar exercícios físicos leva a uma diminuição cardíaca e pulmonar, a um aumento de gordura corporal, a uma diminuição da massa muscular e óssea”, elenca. “Diversos estudos já mostram que atividade física regular reduz o risco de morte por diversas causas, além disso a prática melhora a sensação de bem-estar, promove qualidade de vida e é uma ferramenta fundamental para um envelhecimento saudável”, reforça Clizaldo.

Sem praticar atividades físicas é possível haver o surgimento de doenças cardiovasculares (infarto e derrame). Nesse sentido, o Prof. Me. Pedro Henrique Marques Lucena, do mesmo curso, lembra que fazer exercícios contribui para a redução do risco e o controle do diabetes, além dos níveis de colesterol.

“Ainda diminui o risco de alguns tipos de câncer (intestino e mama), reduz o risco de osteoporose e fraturas, de sintomas de ansiedade e depressão, melhora o desempenho cognitivo, diminui o risco de demência (Alzheimer), melhora a qualidade do sono, o equilíbrio e a capacidade de locomoção, reduzindo o risco de quedas, e estabelece o controle de algumas doenças como insuficiência cardíaca e doença de Parkinson, por exemplo”, pontua.

O curso de Educação Física do Unipê está com vagas abertas para o Vestibular Tradicional 2022. As pessoas interessadas podem conferir mais informações e realizar a inscrição em unipe.edu.br/processo-seletivo-graduacao-presencial.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.