Moeda: Clima: Marés:
Início Justiça

Juíza nega prisão de médico suspeito de agredir esposa, em João Pessoa

Magistrada alegou que o médico não apresentou intenções de fugir da cidade. João Paulo foi interrogado nesta terça-feira (14) pela Polícia Civil
Foto: Reprodução/TV Correio

A juíza Shirley Abrantes Moreira negou, nesta quinta-feira (14) o pedido de prisão preventiva feito pela Delegacia da Mulher contra o médico João Paulo Casado. Ele foi flagrado por câmeras de segurança cometendo uma série de agressões contra a própria esposa.

Ao negar a prisão, a magistrada alegou que o médico não apresentou intenções de fugir da cidade, além do fato de ele ter se apresentado na Delegacia Especializada da Mulher, onde foi interrogado.

Além disso, Shirley apontou que o investigado se comprometeu a contribuir com as investigações e ter se colocado à disposição da polícia.

João Paulo compareceu, espontaneamente, na manhã desta quarta-feira (13), à Delegacia da Mulher, foi interrogado e liberado em seguida.

Entenda o caso

O médico João Paulo Casado, que atuava em João Pessoa, foi exonerado de suas funções após a divulgação de um vídeo que registra uma série de agressões contra sua esposa. As imagens, datadas do ano passado, só vieram a público no último domingo (10).

O vídeo, capturado por câmeras de segurança, mostra o agressor desferindo diversos golpes contra a esposa, tanto no interior de um elevador de um residencial quanto dentro de um carro. Além disso, Casado aparece agarrado a uma criança, supostamente seu filho.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.