Início Notícias

Justiça envia a abrigo irmãos que dormiam embaixo de ônibus para fugir de agressões

Já estão em um abrigo os três irmãos que dormiam embaixo de um ônibus que acabou atropelando e matando um menino de seis anos, irmão das outras crianças, em acidente que ocorreu na noite de sábado (23), no município de Mamanguape, Litoral Norte paraibano, a 60 quilômetros de João Pessoa.

Segundo o Ministério Público da Paraíba (MPPB), a decisão de retirar as crianças da família foi tomada em reunião com o Conselho Tutelar, que apura os motivos que levaram as crianças a dormir embaixo do ônibus.

O primeiro dos irmãos a ser encaminhado ao abrigo foi o adolescente de 12 anos, também atropelado pelo ônibus, mas que ficou ferido nas pernas. Em seguida, uma equipe formada por conselheiros tutelares, policiais militares e um membro da promotoria foram até a casa da família, onde recolheram uma menina de nove anos e outro adolescente de 12 anos.

“Os três irmãos permanecerão na instituição de acolhimento até que a promotoria apure o fato e as denúncias de maus-tratos e negligência feitas pelos vizinhos contra a mãe e o padrasto”, informou o MPPB.

De acordo com o Conselho Tutelar de Mamanguape, vizinhos das crianças informaram que frequentemente os quatro irmãos dormiam ao relento, sofriam maus-tratos e que, por medo do padrasto, não denunciaram o caso antes.

Além das três crianças, também foi decidida a retirada e condução dos dois irmãos das vítimas e filhos do casal à Casa de Passagem, para verificar se eles também sofrem maus-tratos e negligência por parte dos pais.

O caso

As crianças se abrigaram embaixo de um ônibus para dormir por, supostamente, sair de casa para evitar agressões do padrasto. Sem ter conhecimento de que eles estavam embaixo do veículo, o motorista deu ré passando por cima de dois dos quatro menores.

Uma delas morreu na hora e a outra teve as pernas atingidas sendo socorrida para João Pessoa.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.