Cabedelo, Leto Viana
Leto Viana foi preso pela Polícia Federal (Foto: Adriana Rodrigues/Jornal Correio da Paraíba)

Leto Viana renuncia e Cabedelo terá novas eleições

Justiça Eleitoral será avisada pelo Legislativo Municipal e novas eleições poderão ser convocadas

1084
COMPARTILHE

O prefeito afastado de Cabedelo, Wellington Viana França, conhecido como Leto Viana, renunciou ao cargo, nesta terça-feira (16), e a cidade vai precisar passar por novas eleições. Atualmente, quem está interinamente na gestão é Vitor Hugo.

Segundo a presidente da Câmara de Cabedelo, Geusa Dornelas, a carta-renúncia está sendo protocolada pela defesa de Leto na Casa, no início da tarde desta terça (16). A Justiça Eleitoral será avisada pelo Legislativo Municipal e novas eleições poderão ser convocadas.

Leto Viana está afastado da gestão de Cabedelo desde abril deste ano, quando foi preso nas investigações da operação Xeque-Mate, da Polícia Federal e do Ministério Público da Paraíba. Viana é um dos 26 denunciados na operação que apura um esquema de corrupção no Município. Ele está recolhido na carceragem do 5º Batalhão da PM em João Pessoa.

Entre os crimes investigados, está a suposta compra de mandato do ex-prefeito José Maria de Lucena Filho, conhecido como Luceninha, pela importância de R$ 5 milhões, pelo então vice-prefeito Leto Viana. Ele ficou na titularidade do mandato de prefeito até o dia 3 de abril deste ano, quando foi preso por agentes da PF, por determinação do desembargador João Benedito da Silva, relator da Xeque-Mate, no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

Os comentários estão desativados.

Notícias mais lidas