Início Política

Luiz Antônio não acredita no retorno de Berg à prefeitura

O prefeito em exercício de Bayeux, Luiz Antônio (PSB), comentou, em conversa com a TV Portal Correio, as últimas polêmicas envolvendo a gestão municipal. Ele, que substituiu Berg Lima (sem partido) após este ser preso no mês de julho, falou da relação com o ‘cabeça de chapa’ e avaliou como positivo seu governo interino.

Luiz Antônio disse que a relação pessoal com Berg Lima foi ferida e que, caso ele retorne ao cargo de prefeito, “não haverá uma composição”. No entanto, o prefeito em exercício considerou improvável a volta de Berg à prefeitura de Bayeux.

“O retorno ao cargo e a relação pessoal são coisas distintas. A relação obviamente está ferida devido ao ato, ao comportamento do prefeito afastado. Nós não iremos fazer parte de uma composição, nem agora, nem futura, tendo em vista a forma como foi o fato [afastamento de Berg]. Em relação à volta ao cargo dele, as pessoas têm que entender que lá no STJ [Superior Tribunal de Justiça] ele perdeu de 5 a 0, então essa volta ao cargo é um problema. Eu não vejo essa volta ao cargo”, declarou.

Luiz Antônio também se defendeu das acusações de que teria tramado a prisão de Berg Lima. Dias após a prisão do prefeito, foi divulgado um vídeo em que Luiz Antônio pede recursos a um empresário para a divulgação de um material comprometedor contra Berg. A conversa com o empresário aconteceu um dia antes da prisão de Berg Lima. Luiz Antônio falou que as informações que ele tinha eram relativas a outras irregularidades, mas não quis se aprofundar no assunto “para não prejudicar as investigações”.

“Fui ao Ministério Público de forma voluntária para falar do vídeo. Já ficou provado pelo depoimento do próprio empresário que aquela era uma questão política, uma conversa sobre política. A publicidade em questão não era dos fatos que foram narrados no dia seguinte, e sim de outros, que foram entregues ao Ministério Público, como, por exemplo, superfaturamento de carros-fantasmas. Mas existe uma investigação em curso disso e a gente [a gestão municipal] prefere não se alongar nesse assunto para evitar que haja prejuízo à Justiça”, afirmou.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.