Moradores despejados estão sob relento e a ‘pão e água’

Vivendo sob o teto de uma quadra localizada na Praça da Juventude, no Bairro das Indústrias, as 239 famílias que estão sem ter para onde ir dormem ao relento

672
COMPARTILHE

Explosão, bala de borracha e barulho de helicóptero. A descrição é de Nídia Medeiros, uma das pessoas despejadas do Conjunto Habitacional Vista do Verde I e II, no Bairro das Indústrias, em João Pessoa, que relatou ao Portal Correio como os ocupantes foram surpreendidos por uma operação da Polícia Federal na última quinta-feira (12). Apesar da situação precária em que estão vivendo depois do despejo, a esperança dos moradores é de dias melhores, aguardando um olhar sensível e apurado das autoridades. Assista ao vídeo acima.

Vivendo sob o teto de uma quadra localizada na Praça da Juventude, no Bairro das Indústrias, as 239 famílias que estão sem para onde ir dormem ao relento. O pouco de alimento e roupas que têm são doados.

O ex-pedreiro Ricardo Oliveira, de 33 anos, que também foi desabrigado do local, narrou com emoção os momentos vividos durante a operação. “Por volta das 4h40, a tropa de choque entrou na ocupação com muita violência. Teve gente que passou mal e teve que ir pro hospital. Ninguém entende que nós já estávamos enfrentando uma situação difícil naquele lugar, com mais de 250 famílias, inclusive crianças, idosos e deficientes físicos. A gente ocupou porque precisava, não porque queria, e era temporariamente para nos livrar de chuvas e frio, como estamos enfrentando hoje morando aqui, no ginásio”.

Ricardo ainda explicitou, com os olhos marejados, o que espera pela frente. “Vamos ficar aqui o tempo que precisar porque não temos pra onde ir. Estamos abertos a negociações. Não vamos cansar nem desistir. Tenho certeza que as autoridades vão se conscientizar e nos ajudar. Eu espero dias melhores, vida mais digna, sem esse sufoco. Estamos lutando para que nossos filhos e netos não passem pelo que estamos passando”.

A prefeitura, através da secretária de Habitação Social, Sachenka Bandeira, informou ao Portal Correio que não há previsão para deslocarem todos os moradores para outro local. “A prefeitura não tem parte da ação. Demos o suporte que a Justiça Federal pediu: assistentes sociais no local, disponibilizamos caminhões para as mudanças dos móveis etc. Outras coisas fogem das nossas mãos porque o que temos que fazer é só o que ela pede”, explicou.

Minha Casa Minha Vida

Das 239 famílias despejadas, apenas 15 foram beneficiadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. A informação é de Sachenka Bandeira, explicando que alguns critérios foram adotados para a decisão, como renda familiar, pessoa com deficiência (atestado por laudo médico) e não ter habitação. As famílias receberão um auxílio através do programa Minha Casa Minha Vida.

Segundo a secretária, 116 famílias não tinham inscrição no programa, sem possibilidade de inclusão, e a grande maioria não atendia os critérios utilizados.

O caso

A operação da Polícia Federal ocorreu para a reintegração de posse no Bairro das Indústrias, em João Pessoa. As 239 famílias que ocupavam o Conjunto Habitacional Vista do Verde I e II foram retiradas dos apartamentos. O condomínio é uma obra do Governo Federal, que será destinado ao programa Minha Casa Minha Vida.

A operação foi uma ação conjunta que contou com a Polícia Militar, Bombeiros e até o helicóptero Acauã, de acordo com informações da repórter Jaceline Marques, do programa Correio Manhã, da TV Correio.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas