Início Notícias

Motorista de acidente na Lagoa poderá ser preso ou perder CNH

O delegado Alberto Jorge, que investiga o caso de um ônibus que atravessou a Avenida Almirante Barroso e invadiu uma calçada na região da Lagoa, Centro de João Pessoa, deixando três pessoas feridas, afirmou nesta segunda-feira (11), que o motorista do ônibus vai responder por lesão corporal dolosa e pode ser preso por até dois anos.

Ao Portal Correio, o delegado contou que o motorista já prestou depoimento sobre o caso e disse ter passado mal antes de perder o controle do coletivo.

“Ele (motorista) alegou que passou mal durante a condução do veículo e perdeu o controle do ônibus. Vamos continuar ouvindo envolvidos no acidente, como testemunhas e os feridos, mas vamos indiciá-lo pelo artigo 303 do Código de Trânsito (praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, que resulta em pede entre 6 meses e dois anos de detenção e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor)”, contou o delegado.

O acidente

Um ônibus do consórcio Navegantes, que faz a linha 602 – Mandacaru, invadiu a Avenida Almirante Barroso e deixou pelo menos três pessoas feridas, no início da tarde desta terça-feira (5), na região do Parque da Lagoa, Centro de João Pessoa.

De acordo com a Polícia Militar, o ônibus trafegava pela via exclusiva para transporte coletivo quando o motorista perdeu o controle do veículo, que atravessou o canteiro central e invadiu a avenida e a calçada. Após atravessar o canteiro, o ônibus bateu em um táxi e em outro carro, que foi esmagado, além de colidir com um poste, que ficou pendurado na fiação.

Conforme a Polícia Militar, uma pessoa que estava dentro do ônibus passou mal e precisou ser socorrida. Além disso, outra pessoa que passava pelo local foi atingida e também foi atendida. A terceira pessoa ferida foi uma mulher que teria sido pisoteada por outras que tentaram fugir do acidente.

Comentários

  • Sauldavi disse:

    O Rodolfo’ aquele que matou o agente de trânsito por que quis está aonde heim? De férias é ?

  • MIGUEL VIEIRA BANDEIRA JUNIOR disse:

    Isso é um absurdo. O Motorista trabalhando Passa mal é se envolve num acidente poderá ser preso….Isso é uma vergonha enquanto dezenas ou talvez sentenas embriagado avança sinal atropela e mata não acontece nada com o condutor…esse Delegado tá ficando maluco é? Vai prender bandidos não profissionais trabalhando..qued país é esse inversão de valores. Deixo minhaz indignação

  • Brito disse:

    Ainda não vi ou ouvi empresa de ônibus se manifestar. Como as pessoas que fazem parte do conselho que aumentam tarifas gostam, com certeza vão incluir medidas que ajudem a incluir tratamento de saúde para os trabalhadores de empresas de ônibus e, com certeza, passar para o aumento de tarifas. Nessa Paraíba, tudo é possivel.

  • Arimathea Barbosa disse:

    Se o motorista não tiver nenhuma prova médica que passou mal ou testemunhas oculares, dificilmente não será condenado.

  • Jefferson Alexandre de Araújo disse:

    Não entendi porque o motorista pode ser preso ou ter a CNH suspensa. Pois o mesmo alega que passou mal. Qualquer pessoa que esteja dirigindo pode passar mal e causar um acidente.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.