Início Concursos

MPT notifica PB Saúde para que esclareça valores de remunerações oferecidas em concurso

MPT recebeu denúncias sobre as remunerações ofertadas, que estariam abaixo da média praticada
Sede do MPT em João Pessoa (Foto: Reprodução/Google Street View)

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) notificou a direção da Fundação PB Saúde, na pessoa do secretário executivo Daniel Beltrammi, para prestar esclarecimentos sobre os salários ofertados no edital lançado para preenchimento de vagas na área da saúde. A audiência presencial será na próxima quinta-feira (8), às 10 h, na Sede do MPT-PB, em João Pessoa.

O procurador do Trabalho Eduardo Varandas intimou os sindicatos das categorias profissionais abrangidas no concurso a informarem ao MPT o piso salarial pago aos mesmos profissionais nos demais estados da Região Nordeste.

Segundo o procurador, o MPT recebeu denúncias sobre as remunerações ofertadas no concurso, que estariam bem abaixo da média praticada em outros estados do Nordeste.

“Atinaremos para pontuar se houve descumprimento a preceitos legais e uma eventual mediação entre a administração pública e sindicatos das categorias”, disse Varandas.

A notificação foi feita nessa segunda-feira (5) e o MPT-PB concedeu um prazo de 48 horas, a partir da intimação via WhatsApp, para a direção da Fundação PB Saúde se pronunciar.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde confirmou que a Fundação PB Saúde recebeu o convite para a reunião, mas não informou quais serão os argumentos da entidade que serão tratados no encontro com o MPT-PB.

Palavras Chave

Concursos

Comentários

  • Salomão disse:

    Além dos baixos salários, a carga horária para os enfermeiros de modo geral e para auxiliar de farmácia também estao irregular.

  • Azuis Pereira disse:

    Meu caro Paulo Pereira, sua pergunta é muito fácil de responder. O governador nem vai fazer isso, nem pode fazer. Se o salário de enfermeiro efetivo que tem salário base de ex:1800 O enfermeiro que entrar agora não poderá ter salário base acima disso.Muito Claro!

  • Paulo Azevedo disse:

    Só uma pergunta: o estado pode pagar um valor a um profissional contratado nesse concurso, e pagar um salario inferior a um profissional da mesma categoria que já é efetivo.Isso não é disparidade salarial? A constituição não permite.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.