Início Policial

Presa por matar mulher em fila de bar diz que cometeu crime porque levou ‘tapa na cara’

Mulher foi presa após investigações da Polícia Civil em Cajazeiras e Campina Grande
Nikelly Bruna dos Santos (Foto: Reprodução/TV Correio/Arquivo pessoal)

Uma mulher de 24 anos foi presa na manhã desta quarta-feira (28) suspeita de matar Nikelly Bruna dos Santos, de 23 anos, na fila do banheiro de um bar.  O crime ocorreu em um sítio na Zona Rural da cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, no domingo (25), mas a suspeita foi presa em uma pousada no bairro das Malvinas, em Campina Grande. As informações são da TV Correio.

Ao ser presa, a mulher disse que cometeu o crime porque a vítima teria dado um tapa no rosto dela. “Estou arrependida demais, por causa dos meus filhos”.

A mulher foi presa após investigações da Polícia Civil em Cajazeiras e Campina Grande, cumpria regime semiaberto por outros crimes e, segundo a polícia, ela teria quebrado a tornozeleira eletrônica para tentar driblar o monitoramento.

O caso

O caso foi registrado pelo Batalhão de Polícia Militar de Cajazeiras, que explicou através de nota oficial como o fato ocorreu. “A suspeita havia, de forma involuntária ou não, se chocado contra a vítima. Esta última não gostou e começou a ofender a suspeita, que, por sua vez, desferiu três golpes de faca peixeira na vítima”.

Ainda de acordo com a PM, a mulher foi socorrida para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde faleceu, na sala de cirurgia, ocasião em que a corporação tomou conhecimento da ocorrência.

Equipes policiais fizeram rondas na localidade onde a suspeita mora, mas ela tinha fugido logo depois do crime.

Comentários

  • Saulo Tarso de Oliveiea disse:

    Muito crimes por causa de bebrdeira e embriguese e agora fica as famílias e filhos sem seus patentestes. Jovens que poderiam viver por muito tempo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.