Moeda: Clima: Marés:
Início Justiça

Mulher que matou filha de um ano a facadas vai a júri popular nesta terça-feira (11)

Eliane Nunes da Silva será julgada por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, com emprego de meio cruel e com impossibilidade de defesa)
(Foto: Reprodução/TV Correio)

Eliane Nunes da Silva, acusada de matar a facadas a própria filha – a menina Júlia, de 1 ano, vai a júri popular nesta terça-feira (11).

De acordo com o Tribunal de Justiça, o julgamento está previsto para iniciar às 9h, no 2º Tribunal do Júri, em João Pessoa.

Eliane será julgada por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, com emprego de meio cruel e com recurso que impossibilitou a defesa da ofendida), o que pode resultar em uma pena de 12 a 30 anos de prisão. A pena ainda pode ser aumentada pelo fato dela ser mãe da vítima e por ter sido um crime cometido contra criança.

Relembre o caso

O crime ocorreu em 26 de outubro de 2023, no bairro do Novo Geisel, em João Pessoa. Eliane se entregou às autoridades imediatamente após o crime. Segundo o delegado Bruno Germano, a suspeita admitiu ter esfaqueado sua filha após uma discussão com o pai da criança, que havia encerrado o relacionamento.

Com base nas mensagens trocadas entre o casal, a separação ocorreu horas antes do crime. O marido de Eliane disse que terminar a relação, alegando a necessidade de encontrar paz em sua vida. Ele prometeu continuar auxiliando financeiramente a mulher e a criança, enviando uma quantia semanal. No entanto, após algumas mensagens, ele bloqueou Eliane no aplicativo.

A menina Júlia foi sepultada na manhã do dia seguinte, sob grande comoção, com a presença de familiares e desconhecidos, que foram aos cemitérios nos bairros do Cristo e José Américo para prestar solidariedade ao pai da criança.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.