Moeda: Clima: Marés:

Netflix continua os esforços de produção no Brasil: será que isso irá impulsionar a arte brasileira no mercado global?

Que o Brasil é um dos países com maior alcance para o mercado cinematográfico e artístico, isso não se pode negar. A televisão brasileira e sua arte são  levadas há anos para o exterior, porém,  através da Netflix – e sua facilidade e praticidade -, assistimos a  uma gigantesca expansão do mercado.

No entanto, de uns tempos para cá, se observou uma queda e necessidade de reinvenção por parte dos diretores e responsáveis diretos pelo canal no Brasil. Afinal, com tanta concorrência no exterior, a busca por produções com maior elaboração e requinte vem se tornando cada vez mais importante.

Pixabay

Um outro ponto que podemos mencionar aqui é o surgimento de novos tipos de entretenimento online no Brasil, como as apostas esportivas e jogos de cassino online. Sendo assim, visite cassinos com bônus de boas-vindas para se ter mais sucesso na hora de abrir uma conta.

Antes de explorarmos aqui sobre as últimas notícias no que diz respeito a produções brasileiras recentes no canal de streaming, vamos trazer para você um pouco da história da empresa, como surgiu e em que patamar se encontra hoje.

Surgimento da Netflix

A Netflix veio para revolucionar o mundo cinematográfico que sempre foi baseado em um único modelo de produção: o cinema hollywoodiano e suas mega produções caras e luxuosas.

Em 1997, os americanos Reed Hastings e Marc Randolph resolveram investir pesado na empresa que começou com locação de filmes, entregas dos mesmos pelos correios e hoje em dia, possui mais de 118 milhões de assinaturas pelo mundo todo. Um tremendo fenômeno.

No início, a empresa simplesmente fazia as transmissões das séries e filmes adquiridos de terceiros, mas desde 2013, a Netflix produz conteúdos originais e de autoria própria, como Elite e Narcos.

Mas antes mesmo de chegar ao Brasil em 2011, a empresa já tinha como missão o fácil acesso de espectadores a seus filmes e séries através de qualquer tipo de dispositivo móvel, como tablets e smartphones. Depois disso, a empresa nunca mais parou de lançar novos títulos que agradassem também o público brasileiro.

Séries e Filmes Brasileiros na Netflix

Pensando nos espectadores brasileiros, a produção nacional vem investindo pesado para atrair mais e mais e estar a par com concorrentes, como Amazon e GloboPlay. Vamos trazer então algumas das produções mais vistas do mercado brasileiro.

Cazuza – O tempo não para

Baseado na vida de um dos maiores artistas e cantores brasileiros, o filme mostra desde o início o amor e a pressa em viver que Cazuza tinha, além de sua paixão pela música e sua passagem pelo Barão Vermelho, banda que o lançou no mercado.

O filme retrata também como o artista se tornou um símbolo representativo da juventude que queria se rebelar durante a época da ditadura militar, e seu comportamento inadequado aos olhos do padrão mundial.

Pixabay

Flores Raras

Um dos maiores diretores e produtores brasileiros, Bruno Barreto, esse filme romântico baseado no Rio de Janeiro dos anos 50 traz à cena temas como alcoolismo e independência. Um casal formado por duas mulheres (brasileira e americana) se vê diante de temas como liberdade e expatriamento.

Cidade de Deus

Quem nunca ouviu sobre o filme Cidade de Deus, com os famosos personagens Buscapé e Zé Pequeno? Surgida na década de 60, a favela que deu nome ao filme é retratada como um lugar violento, onde a lei do tráfico de drogas impera. O personagem principal, com seus altos e baixos, torna-se o líder do tráfico na favela e se vê envolvido em questões como brigas entre amigos, controle do tráfico e uma guerra interna.

Futuro da Netflix no Brasil

Atores e diretores brasileiros estão sempre mencionando a importância do incentivo de produções locais e valorização do cinema brasileiro. A necessidade de se ter diversas pessoas nos bastidores, e a quantidade de empregos gerados na produção de um filme, são fatores essenciais para que se pense num futuro promissor da Netflix no Brasil.

Uma pesquisa recente realizada pela revista Rolling Stone mostra que o Brasil é o terceiro país de maior consumo de serviços de streaming, e a Netflix continua sendo o favorito. Em 2019 houve um aumento significativo de 50% do número de usuários que buscam um serviço de alta qualidade.

O que se vê, certamente, é que a recepção do conteúdo voltado para o público brasileiro, é inegavelmente maior aqui do que fora, e dessa forma, é possível medir o sucesso e capacidade de atrair os espectadores.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.