Moeda: Clima: Marés:
Início Esportes

Nosman considera sem efeito assembleia para discutir destituição dele

Após um grupo formado por 27 clubes convocar uma assembleia geral na próxima segunda-feira (16), no Esporte Clube Cabo Branco, em João Pessoa, com intenção de discutir a possibilidade da destituição de Nosman Barreiro da presidência da Federação Paraibana de Futebol (FPF) e antecipação das eleições da entidade, o presidente, por sua vez, emitiu uma resolução através da qual considera sem efeito o evento convocado e determina abertura imediata de um inquérito administrativo para apurar fatos, condutas e denúncias. Confira aqui o documento, na íntegra.

Na resolução, emitida nesta terça-feira (10), Nosman ressalta “completa irregularidade e desacordo com as normas estatutárias e legais citadas no próprio edital de convocação”. Ele fala ainda que a pretensão de destituição teria caráter “autoritário e ditatorial” e que, para que o pedido de antecipação de eleições fosse válido, precisaria ter assinaturas de, no mínimo, 47 dos 62 filiados à FPF.

A ideia da mobilização surgiu após uma reunião realizada em Campina Grande, dirigida pelo presidente do Conselho Fiscal da FPF, Marcílio Braz. Após o afastamento de Amadeu Rodrigues da presidência, o grupo formado por 27 clubes entrou com um pedido para antecipar as eleições da entidade, que estão previstas para este ano. Nosman Barreiro assumiu oficialmente o comando da Federação Paraibana no dia 28 de junho.

Nosman acabou vencendo, com ajuda da Operação Cartola, uma queda de braço travada com Amadeu. Antes vice, Barreiro ingressou com uma ação na Justiça, acusando o então mandatário de estelionato e falta de transparência no comando da entidade. O atual presidente chegou a ser investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público, mas até o momento não foi denunciado.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.