Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Operação contra furto de energia constata 40 irregularidades e prejuízo de R$ 65 mil em cidade do Sertão

Inspeções em São Bento apontaram que energia furtada seria suficiente para atender 578 residências
Energia
Foto: Divulgação

Operação realizada pela Energisa e Polícia Civil constatou 40 irregularidades na rede elétrica de residências e estabelecimentos comerciais de São Bento, Sertão paraibano. A fiscalização aconteceu na semana passada, mas os resultados só foram divulgados nesta terça (14). As inspeções apontaram desvio total estimado foi de R$ 65.529,44 ou 78.176 KWh em energia, o suficiente para atender 578 residências. Devido ao furto, o Governo do Estado deixou de arrecadar cerca de R$ 18.094,84 em impostos.

De janeiro a abril de ano, a Energisa recuperou mais de R$ 8,01 milhões, sendo 2,41 milhões em ICMS. Em energia, esse valor corresponde a mais de 9,81 milhões de quilowatt-hora, suficiente para abastecer 46 mil residências por um período de 30 dias. Para se ter uma ideia, 19 municípios, juntos, somam essa quantidade de unidades consumidoras.

Energia
Foto: Divulgação

As ligações clandestinas de energia e as intervenções irregulares na rede elétrica trazem sérios riscos e causam acidentes para quem pratica o ato e para a população. O coordenador de Serviços Comerciais e Medição e Combate a Perdas da Energisa na Paraíba, Danillo Lélis, alerta que normalmente quem pratica esse ato não tem conhecimento de eletricidade e não utiliza os equipamentos de proteção necessários para trabalhar com a rede energizada.

“As gambiarras realizadas também podem romper fios, colocando em risco as pessoas que passam no local”, afirma Danillo.

Danillo destaca, ainda, que os furtos de energia oneram a população, prejudicam o fornecimento, a arrecadação de impostos e a receita da empresa, comprometendo os investimentos na melhoria dos serviços.

A população pode denunciar casos de furto de energia de forma anônima. A denúncia pode ser feita pelo Call Center 0800 083 0196 (ligação gratuita), em uma das agências de atendimento, na Gisa (opção 15), ou no site da Energisa.

Palavras Chave

InteriorPolicial

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.