Operação Xeque-Mate ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter (Foto: Reprodução)

Operação em Cabedelo é um dos assuntos mais comentados do país

Usuários encheram a rede social de comentários sobre a suspeita de que os políticos teriam participação em esquema de corrupção na administração pública

571
0
COMPARTILHE

A Operação Xeque-Mate, que tem como alvo prefeito, vice e vereadores de Cabedelo, na Grande João Pessoa, ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter, na manhã desta terça-feira (3). Usuários encheram a rede social de comentários sobre a suspeita de que os políticos teriam participação em esquema de corrupção na administração pública do Município. As menções ao tema se dividiram entre críticas ao sistema político e piadas. Confira todas elas clicando aqui.

Leia também: Prefeito, vice e presidente da Câmara de Cabedelo são alvos da PF

“Com a Operação Xeque-Mate, fica a sugestão para José Padilha: se ele passar uma semana em Cabedelo, O Mecanismo tem mais umas 10 temporadas”, ironizou um internauta, fazendo referência ao seriado da Netflix inspirado na Operação Lava Jato. “Operação Xeque-mate em Cabedelo-PB: melhor informar quem não tá envolvido! Porque não sobra um! Haha”, escreveu outro usuário.

Conforme a PF, durante as investigações ficou comprovada a participação das principais autoridades públicas do município, que se beneficiavam do esquema de diversas formas, tendo registrado patrimônio muito acima do condizente com suas rendas. Somente na aquisição de imóveis nos últimos cinco anos, verificou-se que um agente político envolvido no esquema movimentou mais de R$ 10 milhões à margem do sistema financeiro oficial.

Em um dos esquemas, foram detectados funcionários fantasmas da prefeitura e da câmara municipal que recebiam salários de até R$ 20.000 e entregavam a maior parte para as autoridades locais, ficando de fato com valores residuais. Foram constatadas ainda doações fraudulentas de imóveis do patrimônio público municipal, bem localizados e de alto valor, para empresários locais sem que houvesse critérios objetivos para a escolha do beneficiado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas