Início Notícias

Dois são presos por furto de energia durante operação em JP

Onze estabelecimentos foram flagrados cometendo furto de energia nos bairros de Tambaú, Manaíra e Bessa, em João Pessoa, durante operação da Polícia Civil, do Instituto de Polícia Civil e da Energisa nesta quarta-feira (12). Duas pessoas foram presas.

Os furtos foram identificados em pousadas, lanchonetes entre outros pontos comerciais. Até a tarde desta quarta-feira (12), foram realizadas 151 inspeções, com 11 estabelecimentos flagrados com irregularidades. A ação continua durante todo o dia. A Energisa informou que ainda vai levantar quanto de energia foi desviada e por quanto tempo.

Furto de energia é crime

Conforme previsto no Código Penal, art. 155, o furto de energia é crime e o responsável pode ser condenado a até oito anos de reclusão e multa. “O furto de energia ocasiona prejuízos não só para a concessionária, mas principalmente ao consumidor que está em dia com o pagamento de suas contas, pois parte do prejuízo suportado é repassado aos seus consumidores, conforme indicado pelo órgão regulador, a Aneel”, afirma o gerente de serviços comerciais da Energisa, Felipe Costa.

Arrecadação

O Governo do Estado deixa de arrecadar mais de R$ 35 milhões por ano e a população perde com os furtos, uma vez que os valores poderiam ser revertidos em infraestrutura básica, como saúde e educação.

Denúncias

Para denunciar furto de energia, o consumidor pode entrar em contato com a Energisa através de um dos canais de atendimento como o número 0800 083 0196, no site energisa.com.br, Facebook ou Twitter, agência de atendimento ou pelo Energisa On, aplicativo gratuito para smartphone, ou no WhatsApp (83) 99135-5540.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.