Início Política

Oposição na Câmara protocola pedido de improbidade contra ministro da Educação

O vice-líder da oposição na Câmara, deputado federal Gervásio Maia (PSB-PB), e demais líderes do bloco apresentaram, nessa terça-feira (26), pedido de improbidade administrativa ao Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez.

Leia também: Joice Hasselmann será líder do governo no Congresso

A medida foi tomada após o ministro enviar às escolas públicas e particulares de todo País, uma carta aos diretores onde determinou a gravação dos alunos perfilados para execução do hino nacional e leitura dessa carta, que traz o slogan da campanha eleitoral do presidente Jair Bolsonaro (PSL), “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”.

De acordo com Gervásio, a ação do ministro fere à Constituição Federal, que estabelece que a publicidade dos atos, programas e campanhas dos órgãos públicos deve ter caráter educativo, não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades. “Prescrever atos de governo com símbolos e slogans de campanha é improbidade administrativa. Por isso, a liderança da oposição da Câmara dos Deputados foi ao Ministério Público representar contra o ministro da Educação”, explicou Gervásio Maia.

Comentários

  • Márcio disse:

    Nobre deputado Gervásio Maia, me fala da operação calvário, vai ter algum pedido de CPI federal pois estadual já manobraram?

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.