Início Notícias

Palácio da Redenção deve virar espaço de visitação na Capital

O Palácio da Redenção, sede do Governo da Paraíba, deve virar um espaço de visitação na capital paraibana. A informação foi dada pelo governador João Azevêdo, que se reuniu, na terça-feira (9), com o diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Andrey Rosenthal, em Brasília.

“Fomos muito bem recepcionados no Iphan e estamos dando os primeiros passos em relação ao nosso pleito de buscar uma parceria para recuperação do Palácio da Redenção. Nós sabemos da importância dele para o Estado e queremos, além das funções administrativas que ele desenvolve hoje, ampliá-lo para uma função de exposição, no estilo de um grande museu, para contar a história da Paraíba”, destacou.

O diretor do Iphan, Andrey Rosenthal se colocou à disposição para contribuir com a demanda apresentada pelo Estado. “É da maior importância para o Iphan receber o governador da Paraíba e, sobretudo, por conta da ação que está querendo ser desenvolvida: a recuperação do Palácio do Governo. Para nós é uma satisfação e, além de orientar como desenvolver esse projeto, queremos ser parceiros da Paraíba nesse trabalho”, frisou.

O secretário de Estado de Governo, Nonato Bandeira; o secretário executivo do Escritório de Representação em Brasília, Adauto Fernandes; e o chefe de Gabinete, Ronaldo Guerra, também estiveram presentes na reunião.

Comentários

  • Marcelo Elias disse:

    É sempre um prazer fazer comentários no Portal Correio, já fiz três. Sou paraibano PRINCESENSE, radicado em Brasília. Elaborei diversos projetos turístico-culturais, a grande maioria sobre João Pessoa e outros sobre a minha cidade natal, Princesa Isabel: pedido de restauração do Museu e do Palacete ligado à Revolta de Princesa-1930. O mais iMportante é, sem dúvida, nossa aMonografia de ideias, ações e propostas para interiorização do turismo paraibano até Princesa.
    Aqui e agora, queremos apoiar a iniciativa de se abrir à visitação pública o nosso belo e tradicional Palácio da Redenção, ao qual nunca tive chance de visitá-lo, mesmo quando morei um bom tempo em João Pessoa, embora tenha visitado ao Palácio das Princesas, sede do governo pernambucano, visita essa dentro de um passeio turístico na Mauricéia. Por conta disso, acho louváveis as ideias de restauração do Palácio da Redenção e de sua abertura para visitações públicas. Esse Palácio é uma espécie de síntese da História da Paraíba, inclusive serviu até de “maternidade” para o nascimento do gigante Ariano Suassuna
    Por falar em recuperação de prédios históricos da Paraíba, devo comunicar aos paraibanos em geral, e aos princesenses em particular, que nós e um grupo de princesenes, à frente dos quals, o incansável Emmanuel Arruda (residente em João Pessoa), estamos batalhando
    por objetivo semelhante em Princesa, vide acima, quanto ao Museu da cidade e ao belíssimo e luxuoso Palacete do Coronel José Pereira Lima (piso em granito da Áustria), líder da Revolta de Princesa-30, movimento esse que ajudou INDIRETAMENTE no eclodir da maior revolução política do Brasil, a Revolução de 1930. Ao lado da restauração desse Palacete, um grupo princesense que luta por tal recuperação, até já elegeu uma Diretoria da Academia Princesense de Letras e Artes com previsão de funcionamento exatamente nesse Palacete, podendo até aduzir as suas funções, segundo nossa ideia pessoal, a instalação nele de um verdadeiro Centro Cultural, abrigando essa Academia e sede de algumas manifestações artísticas culturais da Cidade. MARCELO ELIAS, Autor do livro BRASIL-NORDESTE, à venda no AMAZON: CONVOCATÓRIA AOS 9 POVOS NORDESTINOS PARA A GUERRA JURÍDICO-EDUCACIONAL CONTRA OS BASTARDOS PRECONCEITUOSOS ANTI- NORDESTINOS. Email:[email protected]

  • WESLEY SILVA disse:

    Parabéns pela iniciativa!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.