Moeda: Clima: Marés:
Início Economia

Pequenos negócios lideram geração de novos empregos na Paraíba em 2022

Dados apontam que apenas as micro e pequenas empresas apresentam saldo positivo de vagas no primeiro quadrimestre do ano
Empregos
Foto: Imagem ilustrativa/Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Deixando para trás o período econômico mais crítico provocado pela pandemia de Covid-19, os pequenos negócios da Paraíba continuam, pelo quarto mês consecutivo, protagonizando a geração de novos empregos no estado. É o que atesta um levantamento realizado pelo Sebrae Paraíba, a partir de informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com os dados, entre os meses de janeiro e abril deste ano apenas as micro e pequenas empresam contabilizam saldo positivo de postos de trabalho no estado. 

Em números, o levantamento revela que entre os meses de janeiro e abril os pequenos negócios contabilizaram saldo positivo de 5.543 postos de trabalho. Já as médias e grandes empresas e a administração pública apresentaram saldos negativos de 5.037 e 79 vagas, respectivamente, no mesmo período. 

Ainda segundo os dados do Sebrae, nesse cenário de reaquecimento do mercado de trabalho na Paraíba o destaque é para os pequenos negócios do setor de serviços, que no primeiro quadrimestre de 2022 acumularam saldo positivo de 3.977 vagas. Em seguida, aparecem o setor de construção, com saldo de 1.230 postos de trabalho, e a indústria de transformação, com saldo de 432 vagas.  

Os serviços industriais de utilidade pública (SIUP), por sua vez, contabilizaram saldo positivo de 48 vagas, seguidos pela indústria extrativa mineral, com 42 postos de trabalho, e pelo comércio, que encerrou o primeiro quadrimestre do ano com saldo de 29 vagas. Na contramão desses números, apenas as micro e pequenas empresas agropecuárias apresentaram saldo negativo no período, de 215 postos de trabalho. 

Na avaliação da gerente da Unidade de Gestão Estratégica e Monitoramento do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, os dados refletem, entre outros fatores, uma resposta ágil dos pequenos negócios para as demandas que estão surgindo no mercado. Além disso, segundo a gerente, o crescimento do setor de serviços está relacionado com a ascensão de alguns segmentos durante o processo de retomada da economia. 

“Historicamente, na Paraíba, os pequenos negócios geram essa resposta mais rápida na recuperação de novos postos de trabalho, até porque a dinâmica do mercado exige essa agilidade nas contratações. De modo especial, os números ainda indicam segmentos que estão se destacando nessa retomada, a exemplo dos bares e restaurantes, que foram reativados nos últimos meses. Além disso, os serviços pessoais, especialmente o segmento de estética e beleza, também impulsionam esses dados. Por fim, os serviços digitais e os serviços da cadeia do turismo também puxaram esse fôlego no cenário do emprego na Paraíba”, explicou Ivani Costa. 

Abril

Considerando apenas os dados do mês de abril, as micro e pequenas empresas da Paraíba apresentaram saldo positivo de 2.415 vagas de emprego, seguidas pelas médias e grandes empresas, cujo saldo positivo foi de 168 postos de trabalho. Já a administração pública encerrou o mês com saldo negativo de 72 vagas. 

Considerando os dados por atividade econômica, também no mês de abril se destacou o setor de serviços, com saldo positivo de 1.295 vagas. Em seguida, estão os setores da construção (451), comércio (345), indústria de transformação (234), serviços industriais de utilidade pública (50), agropecuária (28) e indústria extrativa mineral (12).   

Palavras Chave

EconomiaEmpregos

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.