Início Notícias

‘Pipeiros’ protestam contra imposto e governo pede isenção

Motoristas de carros-pipa que atuam na Paraíba bloquearam, na manhã desta segunda-feira (21), as saídas das cidades de Remígio, Areia, Arara e Solânea. O motivo do protesto dos ‘pipeiros’ é a cobrança de 18% relativa ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o transporte de água através de carros-pipa na Paraíba. A informação é do repórter da 98 FM, Henrique Lima.

A categoria pede o fim da cobrança e alerta que a atividade vai ficar inviável diante de tantos custos já assumidos pelos profissionais. A medida estaria prejudicando diretamente 2,8 mil ‘pipeiros’ em todo o estado.

O protesto teve início por volta das 7h e os manifestantes só estão permitindo a passagem de ambulâncias, viaturas ou carga viva.

Após a polêmica, o Governo do Estado informou nesta segunda-feira (21) que vai ao Conselho Fazendário (Confaz) para pedir a isenção do imposto. “A Secretaria de Estado da Receita vai enviar, nesta segunda-feira (21), ofício direcionado a todos os batalhões e comandantes do Exército, instalados no Estado da Paraíba, incluindo os gestores públicos municipais, comunicando que nem o Exército nem as prefeituras municipais poderão cobrar ou reter ICMS-frete de carros-pipas”, disse em nota.

O governo negou que tivesse criado o imposto e disse que foi o Exército que passou a cobrar na fonte. “Com base no regulamento do ICMS, aprovado em 19 de junho de 1997, como o Exército e as prefeituras não são contribuintes de ICMS nem possuem inscrição estadual estão, nesse sentido, desobrigados pela legislação atual de fazer qualquer retenção de ICMS de pipeiros”.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.