Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

PM suspeito de matar jovem é indiciado por homicídio culposo

O policial militar suspeito de matar um vigilante no dia 14 de dezembro do ano passado, no bairro da Palmeira, na Zona Norte de Campina Grande, foi indiciado por homicídio culposo. As investigações mostram que o PM não teve a intenção de matar a vítima.

Ao Portal Correio, o Comando do Policiamento Regional informou que o policial está afastado das atividades enquanto os procedimentos apuratórios são concluídos em todas as esferas. O inquérito policial foi encaminhado à Justiça, que deve decidir o futuro do suspeito.

Tácio Pereira Lima, de 27 anos, não estava armado e foi morto apenas por ter feito um movimento para mostrar o documento durante uma abordagem da PM.

O tio da vítima disse que os dois desceram da moto, conforme solicitado por um dos policiais. O PM teria pedido que Tácio mostrasse um documento de identificação, mas quando ele colocou a mão no bolso para isso, outro policial militar que estava dentro da viatura atirou no abdome do vigilante. As informações são da TV Correio.

“Por que você atirou no rapaz?”, teria perguntado Edson ao PM. Segundo o tio de Tácio, ele respondeu que atirou porque achava que o jovem iria tirar uma arma do bolso. “Ele era trabalhador, trabalhava de vigia, nunca foi preso”, disse o tio da vítima.

Os mesmos policiais que participaram da abordagem socorreram Tácio na viatura para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas a vítima já chegou sem vida. O vigilante era casado e deixou uma filha.

Comentários

oteb77 disse:

e se o filho do pm estiveser armado era que ele atiraria?

brasil disse:

Olha aí onda de cancelar CPF… Agora quem se ferra é o PM que vai responder na justiça e não os incentivadores virtuais. E quem sofre são as duas famílias, pior, claro, para os que perderem o ente querido.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.