Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

PM mata vigilante que tentava mostrar documento

Um vigilante foi morto por um policial militar na manhã deste sábado (14), no bairro da Palmeira, na Zona Norte de Campina Grande (PB). Segundo apuração da TV Correio, a vítima não estava armada e foi morta apenas por ter feito um movimento para mostrar o documento durante uma abordagem da Polícia Militar.

Tácio Pereira Lima, de 27 anos, estava de folga neste sábado, seguindo de moto com o tio para a casa da mãe, no Jardim Continental. Quando os dois passavam pela Avenida XV de Novembro, que liga o Centro de Campina ao bairro da Palmeira, foram abordados por policiais militares.

O tio da vítima, Edson da Silva Pereira, disse que os dois desceram da moto, conforme solicitado por um dos policiais. O PM teria pedido que Tácio mostrasse um documento de identificação, mas quando ele colocou a mão no bolso para isso, outro policial militar que estava dentro da viatura atirou no abdome do vigilante.

“Por que você atirou no rapaz?”, teria perguntado Edson ao PM. Segundo o tio de Tácio, ele respondeu que atirou porque achava que o jovem iria tirar uma arma do bolso. “Ele era trabalhador, trabalhava de vigia, nunca foi preso”, disse o tio da vítima.

Os mesmos policiais que participaram da abordagem socorreram Tácio na viatura para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas a vítima já chegou sem vida. O vigilante era casado e deixa uma filha.

O caso foi levado para a Delegacia de Homicídios de Campina Grande, onde parentes da vítima e policiais militares foram ouvidos em depoimento à delegada Mercília Dantas.

Policial afastado

O Comando Regional da PM em Campina Grande informou que o policial se apresentou voluntariamente à delegacia durante a tarde, na presença de advogado. A Corregedoria da Polícia Militar também acompanhou o depoimento e decidiu afastar o policial de suas funções por tempo indeterminado.

“O policial responderá internamente a um processo administrativo para apurar se houve erro de conduta e, criminalmente, à Polícia Civil, pelo homicídio. Além disso, passará por tratamento psicológico, pois ficou bastante abalado com o ocorrido”, disse o coronel Arilson Valério, comandante do Comando do Policiamento Regional I, que responde pela região de Campina Grande.

Ainda conforme o coronel, o PM suspeito reforçou em depoimento a versão de que a vítima teria levado uma das mãos à cintura, quando a ordem policial era de mãos à cabeça.

Segundo Arilson Valério, foram encontrados com o vigilante três papelotes de maconha. O comandante da PM acrescentou que a vítima responde a processos por roubo de motos. O tio dele teria confirmado que o vigilante era viciado em maconha.


Com informações de Amy Nascimento, da TV Correio

* Matéria atualizada para acrescentar versão da PM

Comentários

Pereira disse:

Claro que tem jeito, é só matar os policiais e jogar as cabeças dele no batalhão, como exemplo.

Juruna disse:

E não vai dar em nada. O rapaz era pobre e o policetti tem a justiça militar para protegê-lo. Sabe porque esse país é assim? Por nossa culpa

Sergio Moreira disse:

Essa é entre aspas briosa polícia militar fazendo merda de novo.

Tiago disse:

Há muitos policiais despreparados nas ruas, isso não pode ficar impune, estamos cansados de ver policiais fazerem abordagens com a arma em punho, armas automáticas, e aí daquele que falar alguma coisa, ele é logo humilhado. Gostaria de fazer denúncia também ao comando de um grupo de policiais que vivem fazendo abordagens no sítio Lucas, próximo a subestação CG3(Extremoz). A VTR 7667 vive tentantando estorquir a população humilde do sítio Lucas, eles nunca levam as motos irregulares, mas levam o dinheiro dos pobres trabalhadores que ali transitam.

Gilson de Brito Lira disse:

Situação como está faz com que a população não confie nos agentes públicos, que neste caso cometeu um homicídio qualificado.

Brito disse:

Tem que ser apurado , indiciado , condenado e expulso da corporação esse cidadão travestido de policial. Vc não pode atirar por suposição. Vergonha paraibana!

Eugenio disse:

COVARDIA macabra.

Armando da Costa Lima disse:

Policinha preparada né ? Esses aí estão de acordo com o Moro .

Leandro disse:

Policial mal caráter assassino não tem desculpas pois matou um inocente é para ser preso em flagrante delito..polícia despreparada.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.