Início Notícias

PMJP suspende ônibus e fecha todos os estabelecimentos

Um dia depois de anunciar o fechamento de shoppings de João Pessoa e de reduzir o horário de funcionamento do comércio, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, determinou novas ações preventivas ao coronavírus nesta sexta-feira (20). Entre as medidas estão a suspensão das atividades do transporte coletivo e o fechamento de bares, restaurantes e lanchonetes. Clubes sociais, salões de beleza, clínicas de estética, casas noturnas, de festas ou de espetáculos também deverão deixar de funcionar. A decisão tem início a partir deste sábado (21) e é válida por 15 dias, podendo ser prorrogada.

Leia também: 

O fechamento de bares e restaurantes resultou do diálogo da administração municipal com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-JP) e com o Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação (Seha-JP).

As entregas por delivery estão mantidas, desde que adotadas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio. Na Orla de João Pessoa, os quiosques também devem deixar de funcionar. Lanchonetes, bares e restaurantes de hotéis seguirão em funcionamento, mas apenas para uso exclusivo dos hóspedes, preservando as recomendações de higienização e distanciamento entre mesas.

Em reunião entre a Superintendência de Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e o Sindicato das Empresas de Transportes Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur-JP) ficou acordada as paralisação temporária do serviço, reduzindo a circulação de pessoas. O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, disse que a diminuição da exposição das pessoas ao vírus pelo isolamento social tem sido uma das medidas mais indicadas no combate à Covid-19.

“A Organização Mundial de Saúde tem tratado o novo Coronavírus como inimigo da humanidade, um inimigo invisível. A luta deve ser permanente e o esforço coletivo. Ninguém gostaria de tomar medidas tão duras, mas é necessário que sejam tomadas, não só no Brasil, mas no mundo inteiro. Quando vidas estão em risco, não há tempo a perder”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

Outras ações

Congressos e exposições ficam proibidos na capital paraibana. O decreto também prevê a redução no número de pessoas que atuam em call centers. Prazos para sindicâncias, processos e recursos administrativos, inclusive tributários, estão temporariamente suspensos.

Saiba mais sobre coronavírus

Comentários

  • marlene ESTEVAN disse:

    O prefeito está correto.logo tudo passar!!

  • Charles .i.santana disse:

    Interessante todos devem apoiar a paralizacao de quarentena mas nen todos devem parar de trabalhar ??? O que voces disen disto nao podem ficar sem o ifood nao poden ficar sem portaria em ninguen fala naaaada somos dispensaveis é é isso?? !!+.-!!

  • Ana disse:

    Gostaria de saber sobre as indústrias, também vai fecha onde se tem bastante gente perto do outro, os donos de empresas como as indústrias so que saber de dinheiro e os funcionários como fica nessa situação estamos indo trabalhar com medo, mas fazer o que né agente que trabalha nas indústrias podemos morre né?

  • Lucian disse:

    Gostaria de saber sobre quem trabalha com entrega de gás….como fica?

  • Vlademi disse:

    Como assim o comércio o comércio vai abrir de 9 às 3 ? O vírus tá proibido de circular esse horário??

  • oteb77 disse:

    é facil manter o efetivo em casa…não tem problema…eles no final do mes o dinheiro tá na conta mas quem depende dos outros? ??

  • oteb77 disse:

    A prefeitura e o estado podem manter seu “efetivo” mas quem não tem?

  • adriana disse:

    A explicação p tudo isso é que se não obedecer aos protocolos todos morrem deu nopntender ?

  • Carlos disse:

    Acho que não deveria ser assim, fechar tudo, tirar ônibus por 15 dias, estamos em prisão domiciliar sem tornozeleira.

  • Pri disse:

    Temos q ter consciencia, pois estamos vivendo algo REAL, td apoio ao prefeito, PREVENIR, O Q IMPORTA NO MOMENTO É A SAÚDE DE TDS.

  • Ana disse:

    Não faz o menor sentido. Qualquer pessoa que já entrou em um call center sabe a enorme facilidade de contaminação caso entre alguém infectado. Muito mais do que qualquer outro estabelecimento dos que foram obrigados a fechar. Isso me cheira a $$

  • Marcelo Cavalcante disse:

    Gostaria que vocês informassem todo o conteúdo das medidas do prefeito e quais as consequências caso haja desobediência.

  • Jomel Fragoso disse:

    Anne, isso é uma pandemia planetária, nesse momento não está em jogo a situação financeira das pessoas e sim a existência das próprias. É um caso inédito e todos temos que ser criativos em qualquer aspecto.

  • NERO disse:

    POR O COMERCIO NÃO VAI FECHAR TOTALMENTE
    TODOS NOS ESTAMOS CORRENDO RISCOS

  • Clarice disse:

    Tenho de coco vcs podem informar se devo frchar tambem ou sendo ao ar livre e nao tendo contato muito proximo ao fregues pode continuar funcionando?

  • Anne disse:

    Gente mas como assim, Eu sei que as meninas são necessárias, porém como fica a classe trabalhadora sem trabalhar durante 15 dias, como fica o trabalho dessas pessoas ? Bares e restaurantes não tem como dispensar todo mundo, ou antecipar férias, como pagar salários antecipados, qual a explicação para isso ?

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.