Início Política

Políticos e entidades lamentam morte do senador José Maranhão

Parlamentar morreu nessa segunda-feira, vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado desde 3 de dezembro
José Maranhão dedicou décadas à política paraibana (Foto: Acervo Jornal Correio da Paraíba)

Políticos, agentes públicos e entidades lamentam, desde a noite dessa segunda-feira (8), a morte do senador e ex-governador da Paraíba José Maranhão. O parlamentar tinha 87 anos e estava internado em um hospital particular em São Paulo desde o dia 3 de dezembro de 2020 para tratar complicações da Covid-19. O governador da Paraíba, João Azevêdo, decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-gestor do Estado. O Portal Correio reúne, nesta publicações, manifestações públicas de pesar e homenagens ao senador.

Leia também:

“Neste momento de luto da política paraibana, o governador João Azevêdo se solidariza com a dor dos amigos e familiares pela perda irreparável e apresenta suas condolências”, divulgou a Secretaria de Comunicação do Estado, que classificou Maranhão como “um dos políticos mais influentes da Paraíba, e que deixa um legado de serviços que marcaram a vida dos paraibanos”.

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, disse que José Maranhão era um homem solidário e engajado na defesa do povo paraibano e das cores do MDB. “O mestre de obras, como ficou conhecido nos anos em que levou esperança para boa parte dos paraibanos, através do seu Plano das Águas, era um gestor austero, pai carinhoso e marido profundamente apaixonado. Recebi com o peito inundado de lágrimas a notícia da morte do grande amigo de muitas batalhas”, declarou Cícero, ao anunciar luto oficial de três dias na Capital.

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, também decretou luto oficial de três dias pela morte de José Maranhão. O gestor disse que a Paraíba perdeu um dos mais notáveis homens públicos da contemporaneidade, com mais de seis décadas de atividade política e que galgou os mais importantes cargos do Estado. Mesmo que na maior parte das vezes José Maranhão tenha militado em campo partidário adversário ao seu, Bruno Cunha Lima destacou que o político sempre procurou manter as melhores relações pessoais com sua família. O prefeito lembrou da amizade do avô, Ivandro Cunha Lima, com Maranhão. “Desde sempre, Maranhão e Ivandro souberam alimentar uma amizade de décadas, com base  no respeito mútuo”, pontuou Bruno.

O senador Veneziano Vital do Rêgo e a mãe, Nilda Gondim, suplente de José Maranhão, também elogiaram a trajetória do parlamentar. “Perdemos um ser humano incomum, um homem de extrema dedicação às causas paraibanas e ao seu estado”, lamentou Veneziano. “O senador José Maranhão deixa mais que um legado de homem público, de pessoa que se dedicou para melhorar a lutar pela qualidade de vida dos paraibanos. Ele deixa exemplos para as gerações futuras, de como amar e se dedicar à sua terra e à sua gente. Um homem forte, que lutou até enquanto pôde pela vida”, destacou Nilda Gondim.

José Maranhão em ação do MDB com Nilda, Veneziano e a sobrinha, Olenka Maranhão (Foto: Divulgação)

O ministro do Tribunal de Contas da União, Vital do Rêgo Filho, recordou os momentos em que esteve com José Maranhão, tanto na política quanto na vida pessoal. “Durante minha vida pública, foram grandes e memoráveis momentos que vivemos juntos, seja nas campanhas políticas, visitando os municípios paraibanos, traçando estratégias de campanha, compartilhando experiências, aprendendo com seus exemplos; ou exercendo cargos públicos. Maranhão era um grande ser humano, uma pessoa especial, de extraordinário desempenho político e de enormes demonstrações de afeto pelo povo paraibano”, disse o ministro.

O prefeito de Sapé, Major Sidnei, lembrou de momentos ao lado do ex-governador. “Em 1998, ele me entregou a espada de Oficial e colocou em meu peito a medalha de primeiro lugar da turma. Em 2009, autorizou que representasse a Paraíba e o Brasil no Curso Internacional de Operações Especiais na Colombia. Boas lembranças de um político sério e humano. Deixo meu mais profundo pesar aos familiares, a desembargadora Fátima Bezerra, aos filhos, netos, amigos e a todos os paraibanos por essa perda irreparável”.

O deputado federal Pedro Cunha Lima também lamentou a morte de José Maranhão. “Com muita tristeza recebemos a notícia da morte do senador Maranhão. Lutou bravamete. Mais um momento que nos faz refletir quão terrível essa doença é. Deixa uma vida de dedicação à Paraíba. Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de profunda dor”.

O deputado federal Ruy Carneiro falou que o nome de José Maranhão ficará marcado na história da política paraibana e lamentou que o senador tenha sido mais uma das vítimas da pandemia do novo coronavírus. “Após lutar pela vida durante mais de dois meses, infelizmente perdemos mais um colega para a Covid-19. Maranhão se soma às vítimas desse momento difícil que estamos passando no mundo e sua ausência será sentida na política paraibana e brasileira, mas também no lar, no seio de sua família, Minha solidariedade aos familiares na pessoa da desembargadora Fátima Bezerra”.

O deputado federal Frei Anastácio lembrou que fez oposição ao governo de José Maranhão quando cumpria mandato de deputado estadual, mas ressaltou que a condição de adversários não impediu a relação de respeito mútuo construído pelos dois. “Foi uma oposição política responsável. Mas, depois trilhamos o mesmo caminho no apoio ao governo Lula e passei a conhecer Maranhão de perto. Tornamo-nos amigos políticos e pessoais, apesar de cores partidárias diferentes. Ele era um ser humano respeitador e um político de palavra, sem falar na integridade pública que preservou em toda sua vida política”, destacou.

Em nota, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na qual José Maranhão atuou por quatro legislaturas, anunciou luto oficial de sete dias. “Maranhão demonstrou nos últimos dias, na luta contra os efeitos deste vírus devastador, a mesma garra e determinação, que nortearam toda sua trajetória de vida, mas infelizmente é mais um a tombar diante deste inimigo invisível e cruel. A Paraíba perde um grande líder, a política perde um grande exemplo e eu perdi um amigo, um professor. Que Deus na sua infinita misericórdia o receba com toda Glória”, declarou o presidente da Casa, Adriano Galdino.

Os deputados estaduais Tovar Correia Lima, Camila Toscano, Jutay Meneses, Pollyanna Dutra e Eduardo Carneiro também lamentaram a morte de José Maranhão. Em notas, os parlamentares destacaram que Maranhão era um líder e referência na política por sua seriedade e honestidade. Os deputados também disseram que José Maranhão deixa um importante legado à Paraíba.

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Dinho (Avante), lamentou a morte do senador José Maranhão. “Sempre foi um homem de muito vigor e exercia um papel fundamental para a nossa Paraíba. Imensurável essa perda”, destacou o parlamentar.

A Federação das Associações dos Municípios Paraibanos (Famup) também manifestou pesar pela morte do senador e ex-gestor. “Zé Maranhão construiu uma história de conquistas e desenvolvimento para nossa Paraíba. Fez muito pelos municípios paraibanos. Apesar da perda, ele deixa um legado na política paraibana que serve de exemplo e inspiração para muitos que trilham o caminho da política”, disse o presidente da Famup, George Coelho.

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Paraíba (OAB-PB) destacou: “Além de político, Maranhão era também advogado. O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, colocou a Ordem à disposição da família neste momento de dor. Paulo Maia ressalta também que a morte de Maranhão representa uma grande perda para toda a Paraíba”.

A Associação Paraibana de Advocacia Municipalista (Apam) destacou o trabalho do senador e as lutas em defesa do municipalismo durante toda sua vida pública. “Sem dúvidas é um momento de muita tristeza para o nosso estado que perde um grande homem público, um político comprometido com a população e com as causas municipalistas”, lamentou o presidente da entidade, Marco Villar.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) da Paraíba reconheceu que em sua sua trajetória política, José Maranhão fez muito pelo Estado e desenvolveu ações importantes para a população paraibana. “Ele deixa um grande legado político para o nosso Estado”, diz um trecho da nota divulgada pela legenda.

O Sebrae Paraíba também manifestou pesar pela morte do político. “José Maranhão dedicou sua vida ao estado da Paraíba e, por isso, não poderíamos deixar de nos solidarizar com a família e amigos do senador nesse momento tão difícil. O senador, em vida, integrava um quadro de homens públicos paraibanos que deram grande contribuição à história política da Paraíba e do Brasil”.

O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, também divulgou uma mensagem sobre o senador: Após uma vida marcada por uma bela trajetória política, descansa nos braços do Pai o senador José Maranhão. Em todas as oportunidades que pude estar com ele, uma pessoa calma, tranquila, um político experiente que sabia ouvir e muito ensinou também. À sua esposa, a desembargadora Fátima Bezerra, aos filhos e netos, a minha oração e o meu abraço fraterno. Lamentamos profundamente a perda, mas nos confortamos na alegria da certeza de um reencontro no Reino Definitivo”.

Palavras Chave

José Maranhão
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.