Oportunidade

Imposto

#SouRepórterCorreio

TV Correio

Município de Bananeiras (Foto: Google Street View)

Prefeitura aumenta em 5.800% gastos com saúde e provoca desconfiança

Diretora de Comunicação de Bananeiras afirmou que os dados, que foram divulgados pelo TCE, estão incorretos

244
COMPARTILHE

O ‘Painel de Medicamentos’, ferramenta disponibilizada pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) para que qualquer cidadão acompanhe compras das prefeituras e do Estado com medicamentos, evidenciou gastos fora do normal da Prefeitura de Bananeiras que, apenas em 2017, contratou R$ 465,57 milhões em licitações para compra de remédios e equipamentos de saúde. O aumento de contratação em licitação entre 2016 e 2017 foi de 5.800%.

Como efeito de comparação, Bananeiras havia contratado R$ 5,96 milhões para insumos de saúde em 2015; R$ 7,89 milhões em 2016; e, até junho deste ano, contratou R$ 15,49 milhões, totalizando R$ 494,91 milhões em quatro anos.

O Painel mostra que no período entre 2015 e 2018, 19 empresas foram vencedoras das licitações de insumos para saúde em Bananeiras. Porém, dos R$ 494,91 milhões contratados apenas uma delas, a Allmed Distribuidora de Comércio e Produtos Farmacêuticos LTDA., levou R$ 450.269.885,00.

Em contato com o Portal Correio, a diretora de comunicação da Prefeitura de Bananeiras, Raíssa Fernandes, contestou os números apresentados pelo TCE-PB e afirmou que os dados são inverídicos. “Não tem possibilidade de Bananeiras ter gasto tudo isso com insumos de saúde em 2017. É uma diferença muito grande entre 2016 e 2017. Estamos fazendo um levantamento de dados para contestar esses números e também vamos solicitar esclarecimentos ao TCE”, informou a diretora.

Campina Grande

Conforme os dados do Painel, Campina Grande foi o segundo município que mais contratou em licitação com insumos para saúde entre 2015 e 2018, somando R$ 175,87 milhões. Entre as empresas vencedoras de licitação, a Larmed Distribuidora de Medicamentos e Material Médico Hospitalar LTDA. recebeu R$ 130.167.653,63.

Patos

O Painel também trouxe que o município de Patos, Sertão paraibano, a 317 quilômetros de João Pessoa, foi o terceiro município do estado com mais contratação de insumos de saúde. Entre 2015 e 2018, foram contratados R$ 171,58 milhões.

Ainda conforme os dados, Patos registrou uma queda significativa de contratação, saindo de R$ 99,79 milhões em 2015; R$ 62,20 milhões em 2016; R$ 6,17 milhões em 2017; e R$ 3,42 milhões neste ano.

João Pessoa

Com relação a João Pessoa, o Painel mostra que a Capital é o quarto município que mais contratou insumos para saúde em licitação, somando R$ 124,04 milhões entre 2015 e 2018.

Entre os anos os gastos foram: R$ 40,26 milhões em 2015; R$ 54,28 milhões em 2016; R$ 21,11 milhões em 2017; e R$ 8,39 milhões este ano.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas