Moeda: Clima: Marés:
Início Executivo

Prefeitura de João Pessoa propõe 15% de aumento aos professores e 10% aos demais servidores da Educação

Gestão se comprometeu a incorporar aos salários o restante do percentual a ser divulgado pelo MEC, podendo superar 33%
Professores
Servidores ativos e inativos da Educação serão contemplados com aumento (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de João Pessoa divulgou, na tarde desta quarta-feira (26), proposta de um aumento de 10% a todos os trabalhadores da Educação no Município. Além disso, está sendo ofertado aos professores mais 5% em forma de abono, totalizando um acréscimo nos vencimentos de 15% a ser pago já na folha do mês de janeiro.

“A proposta de aumento acontece em entendimento da gestão com a categoria, que ainda aguarda oficialização do novo piso salarial pelo Ministério da Educação. A Prefeitura se compromete ainda a incorporar aos salários o restante do percentual a ser divulgado pelo MEC, podendo até superar os 33,23% reivindicados pela categoria”, disse, em nota, o secretário de Gestão Governamental, Diego Tavares.

A proposta foi enviada por meio de ofício ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de João Pessoa (Sintem-JP). Em nota, o sindicato disse que não abre mão do reajuste de 33,23% no piso salarial e vai convocar uma assembleia geral para a próxima semana para deliberar sobre a proposta da PMJP.

Na semana passada, o governador João Azevêdo anunciou aumento de 31,3% para os professores da rede pública estadual.

LEIA NA ÍNTEGRA O COMUNICADO DO SINTEM-JP

O SINTEM defende o reajuste do piso salarial no percentual de 33,23%, pois é o índice calculado com base na legislação vigente do piso salarial nacional. Sendo assim, não abrimos mão desse percentual como forma legal de valorização profissional docente.

Fomos recebidos em audiência de forma virtual com o prefeito Cícero Lucena e presencial com os secretários da Educação, Administração, Finanças e Superintendente do IPM na qual reafirmamos o nosso posicionamento no índice de 33,23%, pois para o SINTEM, esse sim é o índice correto.

Nos causa tamanha estranheza que o prefeito Cícero Lucena, não tenha o mesmo entendimento dos seus pares prefeitos das cidades paraibanas que já concederam o reajuste respeitando a lei do piso, a exemplo de Campina Grande, Cajazeiras, Princesa Isabel, Areia, Serra Branca, São José de Piranhas, Marcação, Conde, Belém e Cachoeira dos Índios, que entenderam e efetivaram o reajuste justo para o magistério.

Aqui o prefeito ofereceu um reajuste de 10% para todos os trabalhadores em educação ativos e aposentados e acrescentou um abono de 5% para os professores e especialistas efetivos, não sendo extensivo aos prestadores de serviço, ficando, portanto, bem distante do reivindicado pelo sindicato.

Nós estamos abertos ao diálogo para avançarmos nas discussões em torno do índice de 33,23%. Estamos convocando uma assembleia geral para a próxima semana, na qual iremos analisar junto a categoria a proposta encaminhada pela PMJP e deliberar.

Ao mesmo tempo, convidamos todos os trabalhadores em educação a se fazerem presentes na grande mobilização em defesa do Piso Salarial Nacional que faremos em conjunto com o SINTEP no próximo dia 2 com local e horário a ser definido.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.