Moeda: Clima: Marés:
Início Economia

Prefeitura estima que rede hoteleira de Campina Grande esteja 85% ocupada para o São João

Depois de amargar prejuízos de quase R$ 700 milhões, São João de Campina Grande espera reacender economia após dois anos sem ser executado
Parque do Povo, Campina Grande, São João
Parque do Povo em campina Grande (Foto: Divulgação/Codecom-CG)

A rede hoteleira de Campina Grande estaria com 85% dos leitos ocupados para o Maior São João do Mundo, segundo estimado pela Coordenadoria de Turismo da prefeitura até essa sexta-feira (20).

“Foram dois anos terríveis para o turismo. O impacto na cidade foi de mais de R$ 500 milhões. Se nós considerarmos que no ano de 2019, segundo o Instituto DataVox, nós tivemos um impacto econômico de R$ 299 milhões, somados os dois anos sem São João e somando a inflação, o prejuízo chega a quase R$ 700 milhões”, disse o coordenador de Turismo de Campina Grande, Miguel Ângelo.

A estimativa é que o volume de pacotes de hotelaria fechados para O Maior São João do Mundo 2022, que vai de 10 de junho a 10 de julho, supere a última edição presencial, em 2019. “A expectativa é que a ocupação chegue a 95% durante o período da festa. A média anual da cidade é entre 35% e 40%”, reforçou Miguel.

O Sindicato dos Bares, Restaurantes, Hotéis e Similares de Campina Grande (SindCampina) disse que a grade de programação tem impacto direto nos hotéis. Para a semana da véspera e do Dia São João a rede hoteleira já está praticamente lotada. No dia 23, está mantida a tradição do show de Elba Ramalho. No mesmo dia, se apresentam Nattan, Diego Faria e Tony Dummond. No dia 24, os shows de Juliette, Mari Fernandez, Os Gonzagas e Assisão.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.