Início Geral

Presidente da ALPB quer limpar a pauta e antecipar o recesso parlamentar

O deputado Adriano Galdino (PSB) convocou os deputados para participar de um esforço concentrado na próxima terça-feira (29). Nessa quinta-feira (24), durante a sessão ordinária, o deputado criticou a ausência dos parlamentares que tem atrapalhado as votações de projetos.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Após tantas discussões, os deputados que estavam presentes ainda conseguiram votar 62 matérias, entre projetos de lei, outras mensagens do Governo do Estado e requerimentos.

Adriano Galdino fez um apelo aos deputados para que todos compareçam às próximas sessões ordinárias para que não aconteça mais atraso. Ele destacou que pretende votar o Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, do Executivo Estadual, até o dia 6 do próximo mês.

O presidente criticou os colegas alegando que a formação do quórum para realizar as votações na Casa tem sido feita “com bastante sofrimento”. Ele disse que os deputados estão se comportando como estudantes de escola de ensino fundamental.

Na quarta (23), dos 36 deputados, pouco mais de 20 compareceram ao expediente. A falta de alguns parlamentares comprometeu a votação da Medida Provisória (MP) que desmembra as Secretaria de Planejamento, Gestão e Orçamento e a Secretaria de Finanças.

O presidente só conseguiu que os deputados aprovassem o caráter de urgência e relevância da matéria. Mas, a ausência de parlamentares para debater a proposta adiou a apreciação para próxima semana.

A MP deve ser aprovada pela maioria dos deputados que compõem a bancada de situação. Mas, o debate deve ser intenso no plenário, já que a bancada de oposição já se pronunciou contrária a matéria, pois alegam que há criação de mais cargos que vão ocupar a secretaria promovendo mais gastos para o Governo do Estado.

Adriano Galdino rebateu as acusações dos opositores ao Governo. “No planejamento foi desmembrado esses cargos de outras secretarias. Houve uma divisão e não um acréscimo. São cargos que já estavam em uma secretaria e que quando separou foram divididos”, explicou.

Críticas da oposição

Redação (Com assessoria). O deputado Tovar Correia Lima (PSDB) criticou a Medida Provisória que desmembra a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), criando a de Finanças (Sefin). O parlamentar destacou que com a medida serão criados 30 novos cargos, inchando ainda mais uma folha que está lotada.

O tucano lembrou que ao criar cargos, o governador parece esquecer da crise no Estado e de que os servidores estão há dois anos sem reajuste.

De acordo com Tovar, o governador foi à Brasília pedir socorro ao presidente Temer e assinou acordo para diminuir gastos. “Agora vejo que tudo não passou de encenação, pois ele continua inchando a máquina pública para conseguir espaços para colocar apadrinhados”, comentou.

Leia
mais notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.