Início Notícias

Processo no STF deve fazer grupo liderado por Lindolfo Pires deixar o PHS

Um processo que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e que pode ser julgado a qualquer momento pode levar o deputado estadual Lindolfo Pires e seu grupo a deixarem o PHS. É que o processo pode devolver o comando nacional da legenda ao ex-presidente, Eduardo Machado. Caso isso ocorra, as definições e comandos da legenda e as orientações de apoios nos estados podem ser modificados.
Eduardo Machado foi afastado da presidência nacional do PHS há dois meses depois que alguns integrantes da legenda realizaram uma assembleia para apurar supostas irregularidades de Machado a frente da legenda. Apresentando documentos, supostamente assinados por Eduardo Machado, os membros conseguiram afastá-lo do comando da sigla.
Ao comprovar que assinaturas dos documentos foram supostamente falsificadas, Eduardo Machado, ingressou com uma ação junto ao STF. Os advogados acreditam que, com base nas provas apresentadas, a presidência do PHS deve ser devolvida a Machado. Se isso acontecer, a eleição para Lindolfo Pires e companhia ficará prejudicada na Paraíba.
Por isso, os aliados do governador Ricardo Coutinho, mesmo com pouco tempo de filiação ao PHS, devem trocar de sigla e migrarem para o Podemos.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.