Moeda: Clima: Marés:
Início Serviços

Projeto de ônibus rápido em João Pessoa volta à pauta da prefeitura, com outro nome

Projeto que já foi batizado de 'BRT' e 'Linha Troncal' volta agora como Bus Rapid Service (BRS) - Serviço de Ônibus Rápido -, em moldes semelhantes ao que foi discutido entre 2012 e 2020
Ônibus em João Pessoa (Foto: Divulgação/Semob-JP)
Ônibus em João Pessoa (Foto: Divulgação/Semob-JP)

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), participou na manhã desta quinta-feira (7) de uma reunião técnica para a elaboração de Carta Consulta destinada a captação de recursos, inclusive por meio da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), necessários à implantação de quatro corredores viários e terminais do sistema de Bus Rapid Service (BRS) – Serviço de Ônibus Rápido -, em João Pessoa.

“Este é um projeto fundamental para a mobilidade de João Pessoa. E um compromisso nosso enquanto gestão: preparar a cidade para o futuro, cuidando agora para dotá-la de um sistema de transportes e trânsito moderno, eficiente, humano e sustentável”, destacou o prefeito. O encontro aconteceu na Secretaria de Planejamento Municipal (Seplan) e contou com a participação de representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) e do Governo do Estado.

A reconfiguração do sistema de ônibus de João Pessoa, com implantação de corredores, novos veículos e serviços, é pauta recorrente entre gestores desde 2012. Os projetos já tiveram nomes e orçamentos variados, mas nunca saíram do papel.

O projeto

O projeto, denominado “Rede Integrada de Corredores de Transporte Público do Município de João Pessoa”, prevê investimentos em infraestrutura nos maiores corredores de transportes da Capital, que são as avenidas Epitácio Pessoa, Cruz das Armas, Dom Pedro II e 2 de Fevereiro.

Há também a proposta de construção de cinco terminais de integração: um Metropolitano, em área central da cidade, outro no Bessa, e os outros três para atender Cruz das Armas, região da Dom Pedro II e 2 de Fevereiro. A apresentação técnica do projeto foi feita, na reunião, por Adalberto Araújo e Sheila Freire, especialistas em trânsito e mobilidade.

Prefeitura fala em ‘rapidez’ para implantação

O secretário de Planejamento da Capital, José William, destacou ao término do encontro tratar-se “da maior intervenção já planejada nas últimas décadas para o sistema viário, de transportes públicos e de mobilidade urbana e humana da cidade”.

Ele lembrou que a prefeitura, por meio da Seplan e da Semob-JP, já vinha desenvolvendo os estudos e trabalhando no projeto da rede integrada de transportes, mas que agora, por meio da parceria técnica e administrativa com o Governo do Estado, as ações e providências para implantação ganham maior celeridade. “Tudo será mais rápido, inclusive a definição e divisão dos custos de implantação, que estamos prestes a concluir”, completou.

Planejamento e execução

Pelo Governo do Estado, participaram da discussão do projeto a secretária Executiva de Infraestrutura e Meio Ambiente, Virgiane Melo Amaral, e Álvaro Paiva, representante da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplag). Pela AFD, Fernando Pacheco e Elisa Xavier, acompanhando online. E representando a I CARE, consultoria em sustentabilidade, o arquiteto Leonardo Werneck e a engenheira Lais Souza.

Também presentes à reunião o secretário executivo da Seplan, Airton Falcão, e o coordenador do Programa João Pessoa Sustentável, Antônio Elizeu. Ambos ressaltaram a dimensão do projeto e sua importância para a melhoria do trânsito e do sistema de transportes na Capital.

“É um projeto que interage com toda a mobilidade de João Pessoa, que dará fluidez ao tráfego e beneficiará diretamente toda população usuária do transporte público”, comentou Antônio Elizeu.

À tarde as equipes técnicas estiveram em visitas aos locais de implantação do BRS. E nesta sexta-feira (8), reúnem-se durante o período da manhã na Secretaria de Infraestrutura do Estado (sede do DER) para revisão da Carta Consulta, a ser assinada pelo governador João Azevedo e pelo prefeito Cícero Lucena.

Comentários

Cristina disse:

João Pessoa já deveria ter metrô, o trânsito é um verdadeiro caos!

Danilo disse:

Eu só queria que os ônibus voltassem ao normal, o transporte regrediu uns 10 anos. Onde estão as linhas? Onde está a frota? Onde está a integração do Varadouro? Tudo acabou. Acabaram até com o tradicional 5204 que ligava o Cristo a Manaíra e a Epitácio, a população está desabastecida.

Severino gomes disse:

Vale lembrar que vcs deveriam antes de mais nada fazer o viaduto nas medições da saída do bairro das indústrias e costa e Silva para que o trânsito fluisse mais na BR 101. Cadê essa obra tão prometida pelo governo.?

Leandro disse:

Se sair do papel vai ser muito bom mas questiono porque a integração do valentina continua sem terminar uma obra relativamente pequena e essencial a população da zona sul , peço a vocês do jornalismo que visitem à obra

Leandro disse:

É muito se sair do papel , isso não é um projeto pro futuro é pra agora já o sistema de transporte atual não atende as nessecidades da população porque à cidade creceu e a maioria das pessoense moram na zona sul , eu acho engraçado que o prefeito tá falando em cinco terminais mas ele faz a pequena integração do valentina continua sem terminar fica a dúvidas será .

Humberto Nunes Pinto disse:

Chegou a hora da Prefeitura colocar ônibus modernos com a ar-condicionado, suspenso ar , iguais ao q tem BH e não precisa aumentar o valor das passagens. É preciso dar conforto aos passageiros e motoristas porque com essas carroça não dá mais .Precisamos modernizar o transporte público e não sucatear.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.