Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

‘Nosso professor não pode ficar com medo’, diz secretário

O secretário de Educação da Paraíba, Aléssio Trindade, já prevê estratégia para prováveis resistências ao projeto ‘Escola Sem Censura’ no estado. Em entrevista ao Portal Correio nesta terça-feira (11), o secretário diz que, onde houver resistência, o diálogo será a primeira atitude tomada. Assista acima. Ele também foi entrevistado do Correio Debate, da Rede Correio Sat.

Onde houver resistência, vai haver, no primeiro momento, uma discussão e, no segundo momento, vamos tomar as medidas administrativas corretas. O que não pode é o nosso professor estar acuado, com medo de exercer a sua profissão”, esclarece Aléssio. 

Ele ainda lembra que o projeto é voltado para todas as escolas no Estado. “A diferença dele (projeto) é que ele preserva a rede pública e a rede privada. Então o professor não vai mais precisar ter medo”, diz.

Todos são livres

O projeto resguarda não só professores em relação à expressão da opinião, mas também alunos e funcionários. “O projeto resguarda o bom debate, resguarda aqueles que querem estudar essa teoria ou a outra teoria, de acordo com o projeto da escola”, finaliza o secretário.

Comentários

Carlos Antonio Alves Basilio disse:

A Lei instituída pela Deputada Estela Bezerra, que dispõe sobre “Escola Sem Censura” é apenas repetição do que já existe na Constituição Brasileira de 1988. Pois vivemos numa República Federativa Democrática, e a liberdade é o seu fundamento maior. E, escola é lugar para se ensinar as disciplinas/matérias são importantes à construção da vida e do engrandecimento da Pátria. Agora, professor convencer aluno para seguir seus pensamentos ou ideologias, isso é uma desconstrução do ensino e do pensamento crítico.

Walmir. disse:

“NÃO É CORRETO, UM PROFESSOR ESQUERDISTA, COMUNISTA, HOMOSSEXUAL, ENSINAR A SEUS ALUNOS ESSAS PRÁTICAS, E REPROVAR QUEM NÃO COMPACTUAR COM ELAS. ISSO NÃO EXISTE!!. NOTA 10 AO PRESIDENTE BOLSONARO!!.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.