Início Notícias

Semana termina com quatro casos de feminicídio na PB

A semana de 14 a 20 de abril terminou com quatro casos de feminicídio na Paraíba, sendo o mais recente deles registrado entre a noite dessa sexta-feira (19) e a madrugada deste sábado (20).

No sítio Nova Floresta, na região de Sousa, a 438 km de João Pessoa, uma agricultora de 30 anos saiu para beber com o companheiro e outras pessoas em um bar. Ao longo da noite, apenas o casal teria ficado no estabelecimento. Os dois brigaram e ele teria atirado na vítima após essa discussão. Conforme repassado ao Portal Correio pela Polícia Civil, o suspeito teria relacionamento com duas mulheres.

A Polícia Civil confirmou que o caso é tratado como feminicídio, apesar de ter havido suspeitas iniciais de que a mulher teria se matado. A arma usada não foi achada no local.

Ainda de acordo com a polícia, o homem teria usado um revólver calibre 38 para cometer o crime, atirando na cabeça da mulher, e depois fugiu. Até a manhã deste sábado (20), ele ainda era procurado pela polícia da região.

Mais três casos ao longo da semana

Ao longo da semana, outros três casos de feminicídio chocaram a Paraíba. Em dois deles, os suspeitos do crime se mataram logo após o assassinato das companheiras. Em outra situação, um homem foi preso.

Sexta

Foi preso na manhã dessa sexta-feira (19) o homem suspeito de matar a companheira e deixar o corpo dela em uma construção abandonada no bairro de Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa.

Segundo a polícia, o homem foi preso quando estava indo para casa horas após cometer o crime. No momento da prisão, ele confessou o assassinato e disse que o motivo foi ciúme. O suspeito foi encaminhado para a Central de Polícia Civil.

Quinta

Outro assassinato seguido de suicídio aconteceu nessa quinta (18), na Capital. O gerente de uma concessionária de veículos no bairro da Torre disparou três tiros contra a ex-companheira e, logo depois, deu um tiro no próprio ouvido.

Segunda

Na segunda-feira (15), a secretária da Educação de Boa Vista, Dayse Alves, foi morta a tiros pelo marido, Aderlon Bezerra de Souza, em um motel de Campina Grande. Após o crime, ele se matou.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.