Início Videos

SMS e SES divergem sobre casos de coronavírus em João Pessoa

A Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa divulgou neste sábado (4) um endereço eletrônico onde é possível acompanhar o registro de casos de coronavírus na Capital. Acesse aqui. Atualizada às 20h de sexta-feira (3), a plataforma contabilizava 19 casos de pacientes com coronavírus na cidade, com 11 curados, diferentemente do que informou a Secretaria de Estado da Saúde (SES) em boletim mais recente, também na noite de sexta (3), registrando 24 confirmações.

*Atualizada às 19h31 para incluir esclarecimentos repassados pela SMS

Manaíra, área nobre na Zona Leste de João Pessoa, é o bairro com mais casos (3), seguido por Miramar (2) e Bancários (2). Outros 623 casos suspeitos foram notificados, conforme essa atualização na noite de sexta (3).

A SES informou que os dados divulgados na plataforma não estariam sendo repassados nos sistemas oficiais. Segundo a Pasta, os Municipios informam no sistema de notificação do Ministério da Saúde (MS), as secretarias estaduais validam os dados e o MS os contabiliza.

Questionada se a SES iria tomar alguma providência com relação ao problema de notificação de dados por parte de Municípios, a Pasta informou neste sábado (4), por meio da assessoria de comunicação, que “haverá um alinhamento sobre isso”. Conforme a SES, os Municípios devem seguir uma orientação do Ministério Público da Paraíba (MPPB) para evitar subnotificação de informações sobre a Covid-19. Veja aqui a ata de uma reunião sobre o assunto.

No início da pandemia no Brasil, quando os dados sobre casos suspeitos e confirmados começaram a ser divulgados pelos órgãos de saúde do Estado, a SES negou que houvesse subnotificação. 

Saúde de João Pessoa

A SMS informou que os dados divulgados pela Vigilância Epidemiológica do Município (Viep) sobre os casos de coronavírus são informações oficiais e seguem os critérios do Ministério da Saúde (MS). Inclusive, são dados disponíveis no sistema do MS. “A Viep Municipal é o órgão responsável pelo acompanhamento dos casos de coronavírus em João Pessoa e tem realizado o monitoramento 24 horas”, disse.

Inicialmente, ao ler os dados na plataforma, a reportagem somou os 19 casos confirmados com os 11 curados, o que daria 30. Porém, a SMS retificou a informação, esclarecendo que os 11 pacientes que se recuperaram são parte dos 19. “Quanto aos números, a matéria publicada no Portal Correio menciona ’30 casos de pacientes com coronavírus na cidade’, mas a plataforma registra 19 casos confirmados, sendo que 11 desses já estão recuperados”, disse a SMS.

A reportagem ligou para o 98762-2553, descrito na plataforma como “Plantão da Vigilância Epidemiológica de João Pessoa”, mas os telefonemas não foram atendidos. A SMS foi questionada, mas não respondeu por que não houve atendimento nessa linha, mesmo com a descrição de “plantão”.

Coronavírus

Apesar de estar descrito como número de “plantão”, telefone não foi atendido durante tentativas feitas pelo Portal Correio (Foto: Reprodução)

Plataforma

De acordo com Daniel de Araújo Batista, gerente da Vigilância Epidemiológica da SMS, a plataforma foi desenvolvida para apresentar o monitoramento dos casos da Covid-19 em João Pessoa. “As informações podem ser acessadas pela população e serão atualizadas a cada 24 horas”, informou o gerente.

Ainda segundo ele, é importante destacar que o número de casos notificados não representa a totalidade dos casos suspeitos do município de João Pessoa, mas seguem as orientações de definição de casos adotados pelo Ministério da Saúde (MS).

“No entanto, a Vigilância Epidemiológica de João Pessoa, por iniciativa, adotou estratégias para captar casos prováveis de coronavírus e chegar mais próximo ao real cenário da distribuição dos casos no território”, completou Daniel de Araújo.

Segundo os diretores da desenvolvedora TecGeo, Dário Alves da Silva Jr e Marconi Rodrigues, a intenção é conscientizar a população sobre a doença por meio de notificações oficiais. “A plataforma fornece, entre outras coisas, um mapa das internações, casos graves, moderados, bairros, entre outros dados”, explicou Dário Alves.

Saiba mais sobre o novo coronavírus

Comentários

  • Valeria Duarte dos santos disse:

    Mesmo com o isolamento social os casos continuam crescendo. Até quando vamos fica em casa, pq o virus não vai acaba e nos precisamos trabalhar !

  • Kátia Medeiros disse:

    Lavar as faíscas as pessoas não estao respeitando o isolamento vai servir pra quê? As feiras livres este fim de semana estavam lotadas .

  • Angela disse:

    Quando vão começar a lavar as ruas como em outras cidades ?

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.