Consumidor

Alta temporada

#SouRepórterCorreio

TV Correio

Pipas
Perigo se esconde nos possíveis curto-circuito (Foto: Assuero Lima)

Especialista alerta para perigo de soltar pipas próximo à rede elétrica

Uma das brincadeiras que ainda atrai os pequenos é a de empinar pipa. Porém, o que é uma opção de lazer, pode se transformar em uma tragédia

124
COMPARTILHE

O ano letivo nas escolas está chegando ao fim, e as tão aguardadas férias vêm acompanhadas de várias opções de lazer para as crianças. Uma das brincadeiras que ainda atrai os pequenos é a de empinar pipa. Porém, o que é uma opção de lazer, pode se transformar em uma tragédia.

Leia também: Instalar ou manusear antenas sem um especialista pode levar à morte

Para a brincadeira saudável não terminar em acidentes graves que podem levar até a morte é preciso ficar atento. Empinar pipa deve ser uma atividade realizada longe das redes elétricas. É que, caso o brinquedo se enrosque em uma das fiações da rede, um curto-circuito pode ser provocado e, pior, uma descarga elétrica pode atingir a pessoa ou criança que estiver brincando.

Quem fez o alerta foi a gerente do Setor de Manutenção e Construção da Energisa, Danielly Formiga. “Há mais ou menos dois meses recebemos um chamado de um curto-circuito ocasionado por uma criança soltando pipa próximo a uma rede elétrica de alta tensão. A pipa se enrolou nos fios e, neste caso, acabou ocasionando o rompimento do cabo. O problema disso é que, além de faltar energia na região, ainda existe o risco da descarga elétrica atingir a pessoa que está soltando a pipa”, disse a especialista.

Prevenção

Danielly falou também sobre os cuidados necessários para evitar que aconteça um acidente. Ela disse que o ideal é soltar pipas longe das redes elétricas, de preferência em campos e praças abertas.

“O que a gente aconselha é que sempre fique longe de fiação, independente de saber se é ou não de alta tensão. Caso aconteça, o ideal é sempre chamar a Energisa para intervir conforme seja necessário.  É bom procurar soltar pipas em lugares abertos, como campos e praças”, completou Danielly Formiga.

Queimadas

Algo que também preocupa a Energisa são as queimadas em canaviais, que acontecem principalmente na Região Metropolitana de João Pessoa. Essas atitudes também podem acarretar problemas na rede elétrica, como curtos-circuitos.

Para Danielly Formiga, a preocupação de quem realiza as queimadas deve ser redobrada, principalmente quando estão sendo realizadas perto da fiação elétrica.

“Nessa época, desde setembro até março, a quantidade de queimadas em canaviais sempre aumenta. É outra questão que a gente recomenda a fazer longe da rede elétrica. O calor e alta temperatura ocasionam o curto circuito também”, disse.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas