Início Esportes

Testemunha relata irregularidades no Campeonato Paraibano de 2015

A sujeira no futebol da Paraíba já vem de longas datas. É o que mostra o relatório da Operação Cartola, o qual o Portal Correio teve acesso. Em um dos depoimentos das testemunhas, há fatos relacionados ao Campeonato Paraibano de 2015. E com participação de figuras que aparecem envolvidas em falcatruas na edição do estadual deste ano, a exemplo do ex-árbitro e ex-presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paraibana de Futebol, José Renato Soares.

Leia também:

De acordo com o depoimento, a testemunha afirmou que nunca participou do esquema, apesar de já ter recebido propostas de interferência. O depoente afirmou também que na edição do estadual de 2015, na partida entre Paraíba de Cajazeiras e Botafogo, ele, que estava trabalhando no jogo, teria anulado um gol do time pessoense. No dia seguinte, segundo o depoimento, ele recebeu uma ligação de José Renato, questionando-o porque ele teria anulado o gol.

Segundo ele, José Renato afirmou que recebeu uma ligação de um dirigente do Botafogo ‘praticamente exigindo que o árbitro fosse punido”. Após isto, a testemunha afirmou que ficou cinco rodadas afastado da escala.

Ainda no depoimento, a testemunha afirmou que as manipulações de resultados acontecem há muitos anos e que não sabia ainda porque os suspeitos nunca foram responsabilizados. Ele disse ainda que a manipulação aconteceria através de pagamentos de valores para membros da FPF e a comissão de arbitragem.

Além da vantagem financeira, o depoente afirmou que exista a ‘pressão institucional’ pela indicação de árbitros para ingresso na Confederação Brasileira de Futebol. Ele afirmou que os dirigentes de clubes e membros da FPF pressionavam os árbitros com a promessa de uma futura indicação.

Em outra parte do depoimento, a testemunha afirmou que tem conhecimento que os clubes participantes do esquema seriam Botafogo, Treze, Nacional, Sousa, CSP e que “os demais clubes (menores) ficam para ‘último caso’, ou seja, apenas quando os clubes maiores já foram atendidos”.

A reportagem entrou em contato com os nomes citados. José Renato afirmou que não vai falar. A direção do Nacional de Patos disse que só vai se pronunciar com base nas provas oficiais. O Botafogo-PB alegou que já se pronunciou por meio das redes sociais. E os telefones dos dirigentes de CSP, Treze e Sousa deram desligados.

Comentários

  • Walmir. disse:

    GILBERTO MATRUTO, COMPRAR O QUE IDIOTA??. QUAL FOI O JOGO QUE O ADVERSÁRIO DERROTOU EM CAMPO E QUE FOI CONSTATADO???. NEHUMMMMMMMMMMMM!!. AGORA, QUEM COMPRAVA JOGOS ALARMANTES E ABERTOS,ERA O TREZE NA GESTÃO TODA DE ROSILENE GOME!!. TODO MUNDO SABE DISSO!!. MAS O GALETO DA CAMPINEIRA ERA TÃO RUIM, QUE NÃO SOUBE GANHAR QUASE NADA DOADO PELA CORRUPTA GESTÃO DA ROSILENE GOMES. FIQUE CALADINHO MATUTÃOOO!. O CHORO É LIVREEEEE!!. KKKKKKKKKKK

  • DANILO FERREIRA AMORIM disse:

    caro gilberto silva ,quem ganhou o campeonato foi o campinense,,e nao o botafogo, se o botafogo pagou foi enganado pelos arbtros

  • PASTOR JOSÉ DE ANCHIETA XAVIER BATISTA disse:

    COMO FALEI ANTES QUE OS CULPADOS SEJAM PUNIDOS E BANIDOS DO FUTEBOL, QUE A INSTITUIÇÃO (CLUBE) NÃO VENHA PAGAR POR ERROS DOS SEUS DIRIGENTES! BOTINHA, BELO ESTAREI SEMPRE CONTIGO!

  • gilberto silva disse:

    Esta ai porque os torcedores do botafogo dizem que tem que respeitar o maior do estado, para ganhar campeonatos tem que comprar. sinceramente este futebol paraibano e merda sao a mesma coisa, te que serem banidos do futebol os clubes envolvidos e todos tem que pagar na justiça.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.