Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Transexual suspeita de matar motorista por aplicativo é presa em Campina Grande

Caso aconteceu na noite de 31 de dezembro e suspeita foi localizada nessa quarta-feira (5)
Ewerton foi esfaqueado várias vezes em Campina Grande (Foto: Reprodução/TV Correio/Arquivo pessoal)

A transexual Jessy Lima, de 23 anos, foi presa, nessa quarta-feira (5), no bairro da Ramadinha, em Campina Grande, suspeita de matar o motorista por aplicativo Ewerton Albuquerque Cruz Medeiros, de 25 anos, no fim do ano passado. Segundo a delegada Elizabeth Backman, em entrevista à TV Correio, a suspeita contou que teve um relacionamento com a vítima.

Na noite do crime, em 31 de dezembro, eles teriam marcado um encontro e, em certo momento, discutido. Jessy Lima confessou ter esfaqueado o motorista. A Polícia Civil vai apurar se as declarações da suspeita procedem.

As investigações do caso já apontaram que Ewerton e Jessy se encontraram por volta das 20h32, no bairro Nova Brasília, Zona Leste de Campina Grande. Às 20h34, a vítima telefonou para o atual companheiro e pediu socorro. Na ligação, ele falou que havia sofrido um assalto e informou as características da suspeita.

Ewerton foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de 1º de janeiro.

De acordo com a delegada Elizabeth Backman, desde o início das investigações a hipótese de latrocínio era duvidosa, uma vez que nenhum pertence de Ewerton foi roubado.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.