Início Notícias

UFCG perde 229 bolsas de pós-graduação com portaria da Capes

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) perdeu 229 bolsas de pós-graduação, mestrado e doutorado, o que corresponde a 34,4% das concessões feitas em 2019, após a publicação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoa de Nível superior (Capes), no último dia 18 de março, da Portaria Nº 34, de 9 de março de 2020, que altera a distribuição de bolsas.

Leia também:

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) também teve redução, com perda de 346 bolsas, correspondente a 26,65% das concessões. De acordo com levantamento feito pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFCG (PRPG), com a nova Portaria, apenas um curso de mestrado (Ciência Política) e outro de doutorado (Engenharia Civil e Ambiental) receberam uma cota a mais. Um segundo curso de mestrado (Administração) manteve o número de bolsas (quatro) que teve em 2019. Todos os demais cursos da UFCG tiveram redução de cotas de bolsa, inclusive, Engenharia Elétrica (nota 7), considerado padrão internacional de excelência. 

Cinco cursos perderam todas as bolsas e, portanto, estão com seus futuros comprometidos. São eles: os mestrados em Ciências Florestais, Física e História; e doutorados em Engenharia de Processos e Engenharia Química. 

Nesta quinta-feira (26), o pró-reitor de Pós-Graduação, Benemar Alencar, enviou ofício ao presidente da Capes, Benedito Aguiar, pedindo a revogação da Portaria. “Na impossibilidade de revogação, solicitamos no ofício que, ao menos, repense a concessão de bolsas à UFCG para 2020, no sentido de melhorá-la no que for possível e afastar o risco do encerramento de programas reconhecidamente estratégicos para a Universidade e para a região” destacou.

Comentários

  • Ronier Felipe disse:

    E o salário de políticos parasitas, judiciário e outros só aumenta.
    Surreal a forma como se resolve fazer cortes sem pensar nas diferenças de estrutura e oportunidades, colocando como critério apenas uma nota que é reflexo direto do lugar onde se está inserida a instituição. Em linhas gerais, cursos que estão começando agora, tem que ficar com as migalhas que os cursos já consolidados, talvez deixem sobrar, afinal, tem que tirar água de pedra

  • Chico disse:

    É assim mesmo.uns cursos ganham bolsas outros perdem ou são encerrados e outros são criados. É o novo método de distribuição, é lei.

  • Jean disse:

    Mais uma vez a ciência e o estudo científico é banido e sentenciado ao fim de pesquisas e programas de ensino. Uma pessoa da minha família tomou conhecimento hoje da perda de sua bolsa de Doutorado na UFCG. Lamentável o que estamos vivendo com esse governo.

  • Jean disse:

    Mais uma vez a ciência e o estudo científico é banido e sentenciado ao fim de pesquisas e progrmas

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.