Início Notícias

UFPB pesquisa variação da intensidade dos sintomas da Covid-19

Um projeto da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), busca avaliar as células do sistema imunológico de pacientes com a Covid-19 para entender os motivos de existirem sintomas mais ou menos graves da doença.

Leia também:

O estudo, denominado “Avaliação de biomarcadores prognósticos em linfócitos T CD8 e T regulatórios frente a infecção pelo COVID-19: correlação entre parâmetros clínicos, laboratoriais e imunológicos” é um dos seis recentemente aprovados pela UFPB, no âmbito de edital da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) para ações de combate ao novo coronavírus. Segundo a coordenadora da pesquisa, professora Tatjana Keesen, a partir do entendimento dos sintomas, será possível direcionar uma imunoterapia e combater o novo coronavírus

“Pretendemos validar possíveis marcadores de prognóstico dessa doença, que, no futuro, poderão auxiliar na busca de melhores tratamentos. Ou até mesmo no direcionamento de uma terapia imune”, almeja. 

Os estudos do projeto contam com a participação dos pesquisadores da UFPB, como os professores Daniele Idalino, Isac Medeiros e Robson Veras, e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Josélio Galvão. 

Por meio desses especialistas, há os serviços de avaliação laboratorial dos pacientes, citometria de fluxo (contagem e medição das células) e diagnósticos por técnicas moleculares RT-PCR, que serão dados em tempo real. 

De acordo com a professora Tajana, o projeto tem contribuído com a pesquisa na área de saúde e contará com experimentos da Inglaterra. 

“Uma equipe multidisciplinar dos programas de pós-graduação Multicêntrico em Ciências Fisiológicas, Renorbio-PB e Biotecnologia. Para experimentos mais refinados, temos o auxílio de Daniel M. Altmann, do Imperial College of London (Inglaterra)”, destaca a professora da UFPB. 

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.