Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

UFPB terá parque tecnológico sustentável em João Pessoa

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) terá um parque tecnológico sustentável no Campus I a instituição, em João Pessoa. O projeto executivo e planejamento das obras devem começar no primeiro semestre de 2021.

Leia também: Não há previsão para retorno das aulas na Paraíba, diz secretário

O ambiente favorável à inovação tecnológica, com concentração geográfica de centros de pesquisa, laboratórios, incubadoras de negócios e empresas, atenderá aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Parque Tecnológico da UFPB contará com edificações que devem funcionar a partir do auxílio de energia autônoma mista (eólica e solar), possuir aproveitamento de água das chuvas e consumo sustentável. Nelas, será agregado um novo espaço com o atual formato de incubação descentralizada e suporte direto dos centros acadêmicos da universidade.

“Em março de 2019, começaram os diálogos para estruturar o espaço de incubação na forma de parque tecnológico. Uma pujante e necessária ampliação para escoar, na forma de vitrine, a profícua produção tecnológica da UFPB, reconhecida nacional e internacionalmente”, destaca o diretor de Incubação Empresarial da Agência de Inovação da UFPB, professor Raimundo Menezes.

O novo espaço na universidade terá um ambiente híbrido (público-privado) e permitirá edificação, locação e uso dos ambientes por empresas privadas. No parque tecnológico, haverá diferentes atuações nacionais e internacionais, com foco nas trocas entre ciência, mercado, inovação e sustentabilidade. O intuito é alavancar a vocação empreendedora, social e sustentável da Paraíba.

“Acreditamos que no primeiro semestre de 2021 já teremos um cronograma construtivo, com as primeiras ações do projeto e planejamento. A demanda encontra-se na Superintendência de Infraestrutura da UFPB para realização de estudos de adequação do terreno. Definitivamente, irá posicionar a Paraíba no mapa da inovação e do empreendedorismo nas Américas”, argumenta o professor Raimundo.

O Parque Tecnológico ficará em frente ao Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), entre a via Expressa Padre Zé, a BR-230 e a Avenida Dom Pedro II, em João Pessoa. A edificação contará com cinco prédios: o principal (ao centro, formado por três partes) e outras quatro construções modulares. O acesso terá auxílio de uma passarela, ligando o parque tecnológico ao terreno da UFPB.

“O espaço multidisciplinar permanecerá conectado com o mundo, mantendo a universidade e a Paraíba atualizadas e contextualizadas em tempo real. O projeto abrangerá três etapas: a construção do edifício-sede, dos edifícios de inovação e de empreendedorismo e as edificações dos laboratórios de suporte e certificação dos produtos”, conta o professor.

Raimundo Menezes reforça que o Parque Tecnológico da UFPB será dividido em Setor Empresarial, Setor Administrativo, Setor de Convivência e Setor de Serviço. Nos ambientes, haverá áreas administrativas e financeiras; salas de incubação e empresariais; restaurante, lojas, lanchonetes e cafeteria; sala de jogos, copa, banheiros e vestiários; biblioteca, salas de criatividade e inovação, minilaboratórios, auditório e espaços de reuniões presenciais e virtuais.

“Serão benefícios para alunos de graduação, pós-graduação, professores e pesquisadores com produções acadêmicas convertidas em produtos. O retorno social e econômico das pesquisas da UFPB será consolidado através de um parque tecnológico inovador, com uma visão voltada para a sustentabilidade e que buscará antecipar o futuro para o hoje”, finaliza o professor.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.