Início Notícias

Apenas um estado não registra protesto de caminhoneiros

Subiu para 15 o número de bloqueios provocados pelos protestos de caminhoneiros em rodovias federais da Paraíba, nesta quinta (24). Até essa quarta (23), eram oito os pontos fechados pelos motoristas. A Polícia Rodoviária Federal disponibiliza um mapa com atualização em tempo real. Acesse aqui. Conforme os dados da PRF, nas demais localidades do Brasil houve um aumento no número de manifestações e apenas o estado do Amapá não registra protestos de caminhoneiros ou vias com interrupções.

Leia também:

As interdições na Paraíba alcançam trechos de BRs em Riachão do Bacamarte, Campina Grande, Bayeux, Lagoa Seca, João Pessoa, Soledade, Santa Rita, Cabedelo, Santa Luzia, Patos, Marizópolis e Esperança.

Os caminhoneiros protestam pelo quarto dia seguido em todo o Brasil, contra os aumentos nos preços dos combustíveis. A Petrobras anunciou redução de 10% no preço do litro do diesel, mas somente por 15 dias. Até a manhã desta quinta (24), o governo federal ainda não havia definido outra proposta ou alguma alteração no valor da gasolina.

A paralisação provoca desabastecimento de postos combustíveis, redução da frota de ônibus e problemas com serviços essenciais em cidades menores. Em reunião na manhã desta quinta, os caminhoneiros, a Polícia Militar e a Companhia Docas se comprometeram em manter 30% dos caminhões liberados para distribuição de combustível.

Comentários

  • Marcelo Tadeu Nóbrega de Oliveira disse:

    O País, neste momento, não pode deixar de arrecadar, essa crise de combustíveis é no mundo inteiro. Não interessa se vc é da esquerda ou da direita, o Brasil não tem saúde financeira para deixar de arrecadar impostos, vão tirar dinheiro de onde?

  • Marcelo Tadeu Nóbrega de Oliveira disse:

    O Governo beirando a falência e aproveitadores induzindo que quanto pior melhor deixam o país em terceiro plano. Lamentável!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.