Início Política

Arthur Lira visita a Paraíba, mas terá que convencer bancada

O deputado Arthur Lira (Progressistas), candidato a presidente da Câmara Federal, desembarcou na Paraíba nessa quarta-feira (13). Mas, pela recepção da bancada paraibana, ele terá que se esforçar para obter o apoio na votação. Arthur Lira é opositor de Rodrigo Maia (DEM), atual comandante e que tem como nome para a disputa Baleia Rossi (MDB). A informação é do blog da jornalista Sony Lacerda.

Na coletiva dessa quarta, Arthur Lira teve ao seu lado os deputados federais Wellington Roberto (PL) e Hugo Motta (Republicanos), declaradamente apoiadores, além de Julian Lemos, que é presidente do PSL na Paraíba, e Wilson Filho, representando pai, Wilson Santiago, que cumpriria agenda com o presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quinta (14), em Brasília, e, por essa razão, não veio à Paraíba.

Julian Lemos disse que vai buscar convencer o PSL, que já sinalizou apoio a Baleia Rossi, a seguir com o progressista. Ele disse que estava na coletiva e participaria do jantar cumprindo uma agenda política, mas que seu voto não está certo.

Na Paraíba, o primeiro encontro de Arthur Lira foi com o governador João Azevêdo (Cidadania). Na conversa, Arthur falou sobre os desafios do Brasil para sair da crise e apresentou soluções e abertura ao diálogo para superar os problemas enfrentados pelo país. O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, Efraim Filho, Julian Lemos e Hugo Motta também participaram da reunião na Granja Santana.

Lira, que é de Alagoas, sabe que é preciso exercer o poder do convencimento das bancadas federais do Nordeste, sempre decisivas. “É importante conversar com a bancada de cada Estado e trazer nesse período de campanha, nossa mensagem. Esse ano de 2020 foi de muita dificuldade, quase que todo virtual, principalmente para os parlamentares de primeiro mandato”.

Ele defende o retorno das atividades presenciais na Câmara. “Estamos dispostos a mudar esse quadro. Nós temos pautas nacionais, questões econômicas, de leis que buscam facilitar o desenvolvimento do Brasil. E todas essas pautas estamos discutindo, bancada por bancada”, declarou. “A cadeira de presidente da Câmara é a mais importante do Legislativo e da democracia”, completou.

Arthur Lira evitou críticas a Aguinaldo Ribeiro, colega de partido, que abriu mão da pré-candidatura para apoiar Baleia Rossi. “Sempre tivemos uma boa relação e estivemos em muitos momentos disputando a mesma batalha”, disse. Por outro lado, Arthur Lira informou que o Progressistas ainda não esgotou as conversas com Aguinaldo para que ele siga o partido.

Arthur Lira não poupou críticas a Rodrigo Maia. “A gente vem vivendo um momento de distorção muito forte e que nós vamos consertar. Um péssimo hábito que foi criado ao longo dos últimos anos é o da Câmara do ‘eu’ sozinho. Qualquer medida do presidente [Jair Bolsonaro], quando ele faz o ato, a imprensa coloca o microfone na boca do presidente [Rodrigo Maia] e ele faz: eu faço, eu aconteço, eu engaveto”. O deputado disse que a Casa vai voltar a ser a Câmara do “nós” e voltar a ouvir o Colégio de Líderes. “Todas as pautas serão negociadas com todos os líderes, previamente, e garantindo que todos saibam o que estão voltando”, destacou.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.