Boqueirão volta a receber água do São Francisco, diz Aesa

Presidente da Aesa está em Brasília para uma reunião que discute a situação da vazão da água da transposição, que está reduzida

422
COMPARTILHE

O açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, voltou a receber água da transposição do Rio São Francisco, mas a liberação ocorre com vazão em quantidade inferior ao normal. A confirmação é da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). De quarta (17) para esta quinta (18), o açude perdeu 0,10 ponto percentual no número de carga e está com 26,93% da capacidade total de armazenamento.

O presidente da Aesa, João Fernandes, informou ao Portal Correio que está em Brasília, onde acontece uma reunião nesta quinta-feira (18), com o Departamento de Projetos Especiais do Ministério da Integração que são responsáveis pela gerência da transposição, para solucionar o problema de redução da vazão em Boqueirão. Durante a tarde, ele participa da reunião do Conselho Gestor do Programa de Integração.

Suspensão do bombeamento

Boqueirão estava sem receber água da transposição por causa das obras nos reservatórios de Poções e Camalaú no interior do estado. As obras foram anunciadas em 2 de abril deste ano, com o compromisso de que durariam aproximadamente quatro meses, mas atrasaram. O Ministério Público Federal (MPF) constatou em vistoria os problemas e o atraso. As obras só começaram em maio.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) também interferiu nas obras de Poções e Camalaú por descumprimento de normas voltadas à segurança dos operários.

*Texto de Yasmin Sobrinho, especial para o Portal Correio

Os comentários estão desativados.

Notícias mais lidas