Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Chuvas de junho são 107% maiores que o esperado em JP

As chuvas de junho de 2019 são 107% maiores que o esperado para o mês, conforme dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) e da Defesa Civil de João Pessoa. Até a manhã desta segunda-feira (17), foram contabilizados 624 milímetros (mm), mais que o dobro dos 301 mm previstos para o mês.

Os dois açudes que abastecem a Capital estão praticamente cheios, sendo o Marés com 103,8% e o Gramame/Mamuaba com quase 100% da capacidade total.

Além dos vários problemas enfrentados na cidade, como alagamentos e buracos, até a manhã desta segunda-feira (17), 76 famílias estão sem casa, em abrigos temporários e encaminhadas para auxílio-moradia.

Conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ao Climatempo, 2019 é um dos 10 anos mais chuvosos desde 1994. Em poucos dias, a capital paraibana registrou os maiores volumes em 30 anos para o intervalo de tempo.

Dez maiores volumes de chuva em junho em João Pessoa, segundo o Inmet
Ano Chuva em junho (mm)
1994 709,4
2003 626,2
2019 624
2007 573,7
2005 573,3
2000 557,7
2012 538,1
2013 493,5
2004 483,1
2002 472,3

 

Segundo a Climatempo, uma forte área de instabilidade foi observada próxima do litoral da Paraíba e de Pernambuco na manhã do domingo (16), o que está provocando mais chuvas nos dois estados. Há previsão de chuva para todo o estado da Paraíba, mas no Sertão, a chuva é fraca e só em algumas áreas. No Agreste e na Zona da Mata, a chuva é generalizada nesta segunda-feira (17) e pode ser de moderada a forte.

As novas áreas de instabilidade cresceram no litoral leste do Nordeste e estão provocando mais chuva forte sobre Recife (PE). Desta vez, a tempestade pode atingir também a Região Metropolitana de Maceió e outras áreas no litoral de Alagoas. Há potencial para alagamentos e deslizamentos de terra.

Acompanhe a cobertura do Portal Correio para as chuvas:

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.