Moeda: Clima: Marés:
Início Tecnologia

Entenda o que muda com o 5G, que chega a João Pessoa nesta sexta (29)

Quinta geração da tecnologia de internet móvel promete revolucionar a comunicação e permitirá conexão até 100 vezes mais rápida que a atual
tecnologia 5G
(Foto: Imagem ilustrativa)

Depois da implementação da tecnologia 5G na cidade de Brasília, no último dia 6, João Pessoa é uma das capitais a receber a tecnologia, a quinta geração de internet móvel. A conexão é mais rápida do que a da geração anterior e passa a funcionar na capital paraibana a partir desta sexta-feira (29).

Nesta sexta, são acionadas 157 estações (antenas de transmissão) em Belo Horizonte, 103 em Porto Alegre e 50 em João Pessoa.

“A tecnologia 5G promete revolucionar a conexão que nós temos hoje e manter o custo que já possuímos com conectividade, até mesmo uma redução”, explicou Tarcísio Ferreira, presidente da Sociedade dos Usuários de Tecnologia do Estado (Sucesu). Segundo ele, comparando com a 4G, a 5G chega a ser cem vezes mais rápida. “Os dispositivos como carros autônomos vão ter uma segurança ainda maior, pois vão possuir velocidade de processamento melhor”, complementou Tarcísio.

Uma das dúvidas frequentes é sobre a funcionalidade da tecnologia nos aparelhos celulares atuais. Sobre isso, Tarcísio Ferreira disse que “os nossos aparelhos celulares, que já funcionam com a 4G, vão ter que ser substituídos por aparelhos que comportem a tecnologia 5G. A gente vai ter que fazer esse investimento para poder utilizar a novidade”.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disponibiliza um link onde é possível consultar se o seu aparelho é compatível com o 5G. Veja aqui.

A conectividade da rede 5G promete ser maior também para uso aplicado em ambiência externa. No dia a dia é comum ver mais coisas conectadas, como: TV, geladeira, aparelhos de ar-condicionado etc. Esse fenômeno é chamado de Internet das Coisas (IoT).

“Um exemplo são os carros autônomos. Nós vamos ter antenas espalhadas pela cidade e essas antenas vão dar uma resposta mais rápida para auxiliar o processamento dessas informações, como tráfego, semáforos conectados etc. As companhias de tráfego poderão ver os locais de engarrafamento e montar vias inteligentes onde os semáforos, por exemplo, vão se adaptar à quantidade de veículos que estão ali e dar mais fluidez ao trânsito”, explicou o presidente da Sucesu-PB.

“Na parte de segurança, o processamento de imagens fica mais rápido e melhor. Com isso, será mais fácil aplicar o uso de câmeras inteligentes para reconhecer criminosos e, assim, acionar um sistema de alerta à Polícia”.

A tecnologia atual (4G) continua funcionando em paralelo com a 5G. A previsão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é que, até o ano de 2029, o sinal chegue a todas as cidades do Brasil.

Parabólicas serão trocadas

Com a implantação da tecnologia, as antenas parabólicas de TV terão que ser trocadas, pois operam na faixa de frequência de 3,5 GHz, a mesma usada pelo 5G.

O novo equipamento já pode ser encontrado nas lojas de varejo ou das próprias fabricantes. As famílias que possuem antenas parabólicas e estão cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, podem trocar o equipamento gratuitamente (saiba como fazer a troca aqui).

Saiba mais sobre o 5G em João Pessoa

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.