Início Justiça

Ex de DJ Ivis cobra Justiça por medida protetiva e pensão à filha

Pamella Holanda gravou uma série de stories criticando o Judiciário pela demora em deferir um pedido em caráter de urgência
Pamella Holanda desabafou nas redes sociais (Foto: Reprodução)

Pamella Holanda, ex-mulher de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, usou seu perfil no Instagram na noite desta segunda-feira (27) para criticar a demora da Justiça em deferir um pedido de medida protetiva contra o artista e o pagamento de medidas provisórias, referente a pensão, para a filha do ex-casal, Mel, de 11 meses. A informação é do R7.

“Quando eu pedi a medida protetiva de urgência, eu pedi o afastamento do meu ex-marido de casa e também pedi os provisórios da Mel, que não é a pensão definitiva ainda. Como essa medida protetiva foi de urgência, já deveria estar sendo pago esses provisórios da Mel, mas o Judiciário não anda”, começou.

A influenciadora contou que está há quase três meses aguardando o deferimento do pedido. “A Justiça no nosso país não anda. As coisas parecem que só são resolvidas quando tem repercussão, quando a internet abraça. (…). Eu não entendo porque uma coisa miníma não vai pra frente”, disse.

“Eu me indigno com a lentidão no meu caso, de uma medida protetiva de urgência, de 48 horas, que há quase três meses não sai do papel”, escreveu.

Pamella esclareceu ainda que tudo o que conquistou foi com o seu trabalho e desde que seu caso ganhou reconhecimento nacional não recebe nada de DJ Ivis para cobrir as despesas com a filha. Segundo ela, mesmo com ele preso, ela deveria estar recebendo os valores provisórios da menina.

“Quando eu me separei, eu não fiquei com casa, carro, nada, não. Saí com uma mão na frente e outra atrás com as minhas coisas e as da minha filha colocadas em saco de lixo. Aluguei e mobiliei este apartamento com o dinheiro do meu trabalho. Eu não estou pedindo nada. É obrigação dele [DJ Ivis]. E Mesmo ele estando na situação em que ele está uma música dele estorou. Amanhã vou trabalhar, porque tem contas a serem pagas”, disse.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.