Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Homem diz ter sido assaltado por PRF na Grande JP

A vítima de um assalto a mão armada, ocorrido na noite de domingo (13), no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, denunciou que a pessoa que praticou o crime teria sido identificada como um policial rodoviário federal. No assalto, o homem levou celulares, uma bolsa e um carro.

Leia também: Comandante teme aumento de crimes com facilitação da posse de arma

Segundo uma das vítimas do assalto, a identidade do suspeito foi descoberta minutos após o crime, quando o suposto policial se envolveu em um acidente, capotando o veículo.

“Ele rendeu a mim, minha esposa e nossos filhos pequenos. Pediu a bolsa e levou nosso carro. Depois, ele se envolveu em um acidente na BR-230 e foi socorrido pelo Samu, que o levou ao Trauma e lá ele foi identificado como policial da PRF. Quando soubemos do acidente e da identidade do suspeito fomos até a PRF, que nos ‘cozinhou’ o dia todo e esse foi o tempo que o meliante fugiu do Trauma, livrando o flagrante”, afirmou a vítima.

Para tentar detalhes do acidente e confirmar a identidade do suspeito, o Portal Correio ligou para o delegado Getúlio Machado, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, mas foi informado que o caso estaria sendo investigado pela Delegacia Distrital de Cabedelo.

O Portal Correio tentou contato com a delegacia, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

A Polícia Rodoviária Federal disse à TV Correio desconhecer que algum PRF tenha envolvimento com o crime relatado.

Comentários

Portela disse:

Isso é a Paraíba,só vai pra cadeia pobre,cadê o caso da Cruz Vermelha,dos hospitais da Paraíba.

Flávio disse:

Enquanto isso muitos estão aí empenhados nos estudos para almejar um cargo na PRF, profissão tâo disputada pela sua remuneração e benefícios.

Joao disse:

Quem protege bandido fardados, é pior do que um bandido comum

Arimathea disse:

E agora quem está com a verdade?
Coorporativismo e protecionismo por parte da PRF? As vítimas iriam inventar uma história dessa? Ora, num país onde temos corruptos no judiciário, legislativo e executivo, porque a PRF não teria em seus quadros um assaltante? Sugiro ao portal que vá a fundo nessa denúncia.

Hudison Cleber de Brito Ferreira disse:

Quero não acreditar, pois sabemos da seriedade honrosa que é a PRF, mas se realmente for verdade, cadê a igualdade para todos. Se o cara é policial ou catador de latinhas, não fará a mínima diferença e o pior de tudo é ver um representante da lei e da ordem travestido de policial.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.