Início Notícias

População relata medo e evita atividades após fuga no PB1

Moradores de áreas próximas à Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1), em João Pessoa, compartilharam em redes sociais imagens captadas durante a fuga de 105 detentos, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (10). Os vídeos registram barulhos de tiros e revelam a sensação de insegurança enfrentada pela população. Além de Mangabeira, moradores de outros locais de João Pessoa também estão assustados.

Durante a madrugada, também foram divulgados áudios. Mensagens de um policial que estava de folga alertam para ocorrência de explosões e disparos de armas de grosso calibre, além de recomendar que as pessoas evitem circular pelas ruas. Em outro áudio, uma mulher relata que presos invadiram a casa de uma vizinha para se esconder. “Estou morrendo de medo. Estou toda me tremendo, minha gente”, relata.

No bairro do Cristo, muita gente acordou assustada com a notícia e todas as que foram procuradas pela reportagem preferiram não ser identificadas. Um professor de educação física questionou a demora das autoridades em prestar informações. “Chega muito áudio de WhatsApp, mas a gente não sabe o que é verdade. O governo não fala nada”, disse ele, antes de ser informado que o Estado marcou entrevista coletiva para as 10h. “Mas o caso foi de madrugada. Já era pra gente ter uma resposta”.

Em um ponto de ônibus do bairro, usuários disseram que estavam com medo de assaltos. “Esses bandidos vão querer roubar o que tiver pela frente pra conseguir fugir pra longe. Como uma coisa dessas acontece em um presídio de segurança máxima? É difícil de acreditar”, disse um vigilante ao Portal Correio.

No grupo de um condomínio do bairro de Quadramares, usuários relataram que o transporte de vans escolares foi suspenso em parte da Zona Sul de João Pessoa. “Olá amigos. Gostaria de informar que não estaremos realizando o transporte escolar hoje nesta área devido aos riscos de assaltos nas imediações do Mangabeira após presos fugiram do PB1. Para a segurança de seus filhos informo a suspensão do serviço hoje Mangabeira/Portal do Sol/Valentina”.

Entenda o caso

Cento e cinco detentos fugiram da Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1) na madrugada desta segunda-feira (10). A fuga em massa aconteceu após um grupo composto por ao menos 20 homens fortemente armados invadir o complexo prisional e detonar explosivos no portão principal. A intenção dos bandidos seria resgatar quatro detentos, que são suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubo a bancos. Muitos outros presos acabaram aproveitando a oportunidade para escapar da unidade.

Um tenente da Polícia Militar acabou gravemente ferido durante a fuga em massa. Ele estava na sede da Academia de Polícia Civil (Acadepol), no momento em que foi atingido por um tiro na cabeça. O prédio fica na rodovia estadual PB-008, que fez parte da rota de fuga dos detentos. O policial foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma, em situação grave.

Moradores das imediações do presídio ouviram a explosão e tiros. Nas redes sociais, áudios, fotos e vídeos circulam demonstrando o medo das pessoas, que relatam, inclusive, a possível invasão de detentos a casas próximas ao PB1.

*Com informações de Sabrina Barbosa, da Rede Correio Sat

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.