Início Notícias

PMJP prorroga medidas restritivas por mais 15 dias

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, informou, na manhã desta sexta-feira (15), que os decretos com as medidas restritivas já adotadas na cidade serão prorrogados por 15 dias.

Sendo assim, o comércio segue temporariamente fechado, a exemplo de shoppings, cinemas, academias, salões de beleza, bares e restaurantes. Apenas os serviços essenciais ficam abertos. As aulas na rede municipal de ensino estão suspensas por mais 15 dias, assim como o funcionamento do transporte público, que vai permanecer ofertando linhas exclusivas somente para profissionais de Saúde.

O anúncio ocorreu durante a entrega do novo Hospital Prontovida, preparado pela Prefeitura Municipal para atender exclusivamente pacientes com Covid-19. A unidade já pode começar a receber os primeiros pacientes a partir desta sexta-feira. O espaço terá capacidade de oferecer 114 leitos.

“O número de pacientes que dependem de internação segue crescendo de forma acelerada”, declarou o gestor.

João Pessoa tem quase 1.500 casos de Covid-19 confirmados, mais de 90% dos bairros com ao menos um caso registrado da doença e baixo índice de isolamento social. Com 30 novas vagas já à disposição, sendo 10 de UTI, a capital paraibana chega a 212 alas para o atendimento a casos do coronavírus de média e alta complexidade.

Novo Hospital Prontovida

O novo Prontovida tem três áreas para a implantação de UTIs, farmácia, central de abastecimento, laboratório, radiologia, copa, refeitório, sala de repouso e almoxarifado. O hospital também irá realizar exames, a exemplo de Raio-X e laboratoriais. A unidade conta com respiradores, ventiladores, monitores, além de aparelhos para a reanimação de pacientes, necessários para o atendimento de Covid-19. Os pacientes serão encaminhados a partir das Centrais de Regulação.

Neste primeiro momento, 178 profissionais, incluindo médicos clínicos, infectologistas, cardiologistas, intensivistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos e fisioterapeutas, já estarão atuando. Com a abertura de todos os leitos, o Prontovida terá aproximadamente 500 pessoas trabalhando diariamente. Estes profissionais foram contratados de forma emergencial pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por processo seletivo.

Localizada no bairro de Tambiá, a unidade funciona no prédio já ocupado por um hospital no passado.

Rede

Além do novo Prontovida, o atendimento a casos do novo Coronavírus na Rede Municipal de Saúde de João Pessoa está sendo realizado no Hospital Santa Isabel, Hospital Infantil do Valentina, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Valentina e Cruz das Armas, Hospital São Luiz, e também no Hospital Universitário Lauro Wanderley, que foi credenciado a partir de uma parceria com a Prefeitura de João Pessoa para oferecer leitos de UTI e de enfermaria.

Saiba mais sobre o novo coronavírus na cobertura do Portal Correio:

Comentários

  • Carlos disse:

    Eu só espero que os Pessoense se lembrem desse prefeito e dos seus comparsas nas próximas eleições.

  • J.Cavalcanti disse:

    E a população que se foda…

  • carlos disse:

    essa briga toda é pela verba,os doentes vão as upas e os médicos dizem quê é uma virose o paciente morre, é só mentira essa preocupação com o povo .

  • DOGIVAL BARBOSA TAVARES disse:

    E em julho também estará fechado. Quando for para reabrir as atividades, já não restará nada. Só o estado de pé e o povo na maior miséria com um pires na mão. Estaremos na mesma situação da Venezuela.

  • J.Cavalcanti disse:

    Para os governadores e prefeitos, enquanto houver dinheiro público, o pico do COVID, ficará para o próximo mês.

    • Tiago Cavalcante Dos Santos disse:

      Concerteza Eu sempre falei e nunca vou mim calar esse covid19 existe sim , mais aqui na Paraíba ja passarão dos limites a política sebosa ta influenciando e muito , ta uma politicagem dos inferno

  • Ricardo Carvalho disse:

    LUCIANO CARTAXO E JOÃO AZEVÊDO, SÃO FARINHA DO MESMO SACO! OS DOIS SÃO BEIJADORES DE MÃO DO LULA. NÃO PRECISA DIZER MAIS NADA.

  • Nivaldo Taciano disse:

    A situação da população que precisa trabalhar nas mãos de Ditadores no Poder que não possuem nenhum modelo de Gestão em Prol da Saúde.
    Upas com atendimento Arrastado. PSF fechados ou funcionando uma vez por semana.
    Funcionários recebendo só para ficar sentado e de vez em quando trabalhar.
    Upas e PSF sem álcool em Gel na Entrada.
    Demora para higienizar os ambientes.
    Alguns médicos sobrecarregados e o pré atendimento em todos os locais da grande João Pessoa cheio de piadas mandando o cidadão ir para casa e que só atendem nas últimas, um Caos.
    Como pegar um Antibiótico para tratar os pulmões se só com Receita Médica, Pneumonia não trata com Dipirona e Multigrip. Cadê os Testes em Massa que nunca fizeram. 2 meses para entregar um hospital é a prova da Incompetência. Estado e Prefeitura juntos e nada é a mesma Coisa.
    Alguns expostos atuando no Mercado de trabalho médico, outros fingindo que trabalham e recebendo sem desconto e com aumento e a maior parte da população sofrendo, a revolução da população vai acontecer em breve e muitos vão sentir na pele. Vidas sendo perdidas, empregos sem perspectiva alguma e renda Zero para a maior parte. A única ajuda para a população é a MP que paga 80% dos salários e o Auxílio Emergencial, de resto na grande João Pessoa Nada. Muitos decretos, mas ações boas Não.
    Isto é Um Fato Real.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.