gleisi-hoffmann-se-reune-com-pt-e-faz-visita-a-ricardo-coutinho
Senadora Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Presidente nacional do PT vem à PB para velório de militantes do MST

Ela também se manifestou através de sua conta no Twitter. O crime aconteceu no acampamento Dom José Maria Pires

1361
COMPARTILHE

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, está na Paraíba para acompanhar o velório dos dois militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra da Paraíba (MST-PB) que foram mortos na noite desse sábado (8). Ela também se manifestou através de sua conta no Twitter. O crime aconteceu no acampamento Dom José Maria Pires, que fica no município de Alhandra, Litoral paraibano.

“Estou na Paraíba p/ participar do ato e velório dos companheiros executados. Importante evidenciar e denunciar todo e qq tipo de violência ao Brasil e ao mundo. Peço q utilizem suas redes sociais, canais de comunicação p/ divulgarem o ato de hj e a violência contra MST. Tristeza!”, postou Gleisi.

Entidades emitem notas

Alguns órgãos e entidades também emitiram nota de pesar pela morte dos militantes. A Assembleia Legislativa da Paraíba, tratou o caso como lamentável e uma “grave violação dos direitos humanos e um atentado ao Estado Democrático de Direito”. Confira a nota na íntegra:

A Assembleia Legislativa da Paraíba manifesta seu pesar e indignação pelo assassinato dos integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), José Bernardo da Silva e Rodrigo Celestino, ocorridos na noite deste sábado (8) no acampamento Dom José Maria Pires, no município de Alhandra. 

Na ocasião, se solidariza com as famílias das vítimas, com os camponeses e todas as lideranças do MST e, ao mesmo tempo, repudia todo tipo de  violência contra os trabalhadores rurais.

Este lamentável episódio representa uma grave violação dos direitos humanos e um atentado ao Estado Democrático de Direito. 

Outra entidade que se manifestou foi o Sindicato dos Professores da Universidade Federal da Paraíba, que cobrou investigação e prisão dos mandantes. Confira a nota na íntegra:

A Direção da ADUFPB amanheceu no dia 09 de dezembro consternada e profundamente indignada com o COVARDE assassinato dos companheiros dirigentes do MST-PB, José Bernardo da Silva, conhecido como Orlando, e do companheiro Rodrigo Celestino, na noite do dia 08/12/2018, no acampamento Dom José Maria Pires, no município de Alhandra.
A ADUFPB se solidariza com o MST e os familiares das vítimas deste brutal assassinato e vem a público cobrar rápida investigação e prisão dos executores e mandantes.
Por fim, cabe reafirmar a importância da luta por reforma agrária, num país com profundas desigualdades que resultam da enorme concentração de riqueza expressa inclusive no latifúndio.
Lutar não é crime!
Crime é matar os que lutam!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas