Início Política

Ricardo Barbosa recua, pede desculpa a Gervásio e nega judicializar PEC

O deputado estadual, Ricardo Barbosa (PSB), usou, nesta terça-feira (20), a tribuna da Assembleia Legislativa (ALPB), para se desculpar com o presidente da Casa, deputado Gervásio Filho (PSB), pelas críticas feitas no início do mês em torno da polêmica que marcou a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) proibindo a eleição antecipada da mesa diretora.

Leia também: Ricardo Barbosa diz que servidores estaduais são forçados a expor apoio

À época, Barbosa havia dito que a iniciativa do presidente em submeter o caso à Procuradoria da Assembleia seria a “maior besteira de sua vida”. O socialista também chegou a dizer que a medida proposta por Gervásio atenderia a interesses subalternos, que encerrariam sua passagem pela Casa de forma deprimente.

Pedido de desculpas

Em nota distribuída com a imprensa, Ricardo Barbosa negou qualquer tentativa de golpe na tramitação da PEC e lembrou que eleição antecipada é um casuísmo absurdo, inaceitável. Ainda na nota, Barbosa revelou só ter tomado conhecimento da viagem de Gervásio Filho após ingressar com a matéria na Casa. “Originalmente, nós nos dirigimos ao presidente Gervásio. Após sabermos que ele estava em viagem, reformamos e nos dirigimos ao presidente em exercício, deputado Bosco Carneiro. Tudo dentro da legalidade”, frisou Barbosa.

Barbosa nega judicializar caso

O parlamentar negou também que vá recorrer à Justiça para defender a PEC de sua autoria, mas voltou a insistir que todas as formalidades foram devidamente cumpridas. “Do mesmo modo, sem qualquer diferença, como aconteceu com outras matérias, inclusive a que acabou com o voto secreto na Casa. No caso de nossa PEC, a exemplo do voto secreto, os interstícios foram quebrados protocolarmente através de requerimentos acessados a esse plenário e votados regularmente”.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.